Goles perigosos: líquidos que podem acabar com a sua dieta!

Cuidado com o que você põe no copo! Alguns líquidos podem acabar com a sua dieta! Identifique quais os tipos e elimine-os de uma vez por todas da rotina!

None
Foto: iStock.com/Getty Images

por Redação Alto Astral
Publicado em 20/09/2016 às 19:47
Atualizado às 12:16

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Todos sabem que a hidratação é fundamental para a dieta, e apesar das várias alternativas para substituir a água, nem todos os líquidos são benéficos, principalmente os industrializados. Isso porque eles perdem a maioria de suas propriedades naturais e são acrescidos de outros componentes para durar mais. Se você toma líquidos como refrigerantes, sucos e águas com sabor e gás como substitutos da água pura, fique atenta! Eles são prejudiciais à saúde e grandes sabotadores da dieta. Saiba mais sobre os perigos das bebidas mais comuns na mesa dos brasileiros!

Lata de refrigerante no meio de cubos de açúcar

Foto: iStock.com/Getty Images

Refrigerantes

Todo mundo fala que faz mal, mas você sabe realmente o por quê? Para começar, o valor nutricional da bebida é nulo, ou seja, não tem nenhum nutriente importante para a saúde. Contém alto teor de açúcar, em média de 10 a 12%, além de sódio, acidulantes, corantes, aromatizantes e conservantes. Seu consumo excessivo aumenta o risco de doenças associadas como diabetes, obesidade, problemas cardiovasculares, gastrite, hipertensão, osteoporose e câncer. Os malefícios mais comuns são irritação da mucosa do estômago, enfraquecimento dos ossos, cáries, elevação da pressão arterial, entre outros. O excesso de açúcar no organismo eleva o índice glicêmico fazendo com que aumente a produção de insulina que, por ser um hormônio anabólico, contribui para o aumento de gordura. As versões diettambém não possuem nenhum nutriente, apesar da quantidade de açúcar ser zero. Por trazerem menos prejuízos ao organismo, é possível incluí-las esporadicamente na dieta. Mas é preciso ter cuidado com o adoçante, segundo pesquisas. Seu uso a longo prazo desencadeia o aumento do apetite por causa de um receptor específico no intestino, que prepara o organismo para receber glicose e, como isso não acontece, ele abre o apetite.

Suco de caixinha ou em pó

Esses líquidos também contêm muito açúcar, corantes artificiais, estabilizantes, acidulantes, aromatizantes e reguladores de acidez, ao contrário do que se pensa. O suco em pó, seja adoçado ou não, ainda contém açúcar refinado, que em excesso contribui para o aumento de peso indesejado. “Já os outros aditivos alimentares, como por exemplo os corantes artificiais são considerados substâncias com potencial cancerígeno, além de estarem associados a outros males”, alerta a nutricionista Cintya Bassi, do Hospital e Maternidade São Cristóvão. Já os sucos em caixinha apresentam em sua composição o suco ou a polpa da fruta, por isso possuem valor nutricional associado à fruta. Porém, por causa do processo de pasteurização, eles perdem parte dos nutrientes e ganham aditivos alimentares, como acidulantes e açúcar. Os sucos de soja possuem proteína de alto valor biológico, importante para o funcionamento do organismo, e gorduras mono e poli-insaturada, consideradas boas fontes de gordura. Eles são isentos de corantes artificiais e conservantes, porém, a quantidade de nutrientes e proteínas variam entre as marcas e a presença do açúcar limita seu consumo durante a dieta.

Água com gás ou sabor

Como são industrializadas, contêm componentes químicos como as outras bebidas e por isso, seu uso deve ser moderado. O gás pode causar alguns desconfortos abdominais como distensão abdominal, azia e flatulência.

Cuidados ao comprar produtos engarrafados

Primeiramente, o indicado é adquirir os produtos em lojas confiáveis. Verifique sempre se a embalagem não está danificada ou com o lacre violado. Depois, veja qual a data de fabricação e de validade. Ler o rótulo dos produtos é importante para saber do que ele é composto, quais os níveis de açúcar, sódio, corantes, acidulantes entre outros aditivos, que podem prejudicar a saúde e acentuar problemas como intolerâncias ou alergias.

LEIA TAMBÉM

Texto: Júlia Prado/Colaboradora | Consultoria: Emy Takahashi, nutricionista esportiva de São Paulo, www.crn3.org.br, Cintya Bassi, nutricionista do Hospital e Maternidade São Cristóvão, de São Paulo

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.