ESTILO DE VIDA

Guia da lipoaspiração: exames, procedimento, recuperação e muito mais

Com esse guia da lipoaspiração, você fica sabendo quais são os exames e procedimentos necessários para fazer a cirurgia, além do pós-operatório

None
Guia da Lipoaspiração

por Redação Alto Astral
Publicado em 15/02/2018 às 10:43
Atualizado às 13:58

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

A lipoaspiração é uma cirurgia estética para retirar o excesso de gordura que pode ser feita em várias partes do corpo. A mais famosa é a lipoaspiração abdominal, por ser eficaz em retirar a gordura localizada, principalmente a da cintura, uma das mais difíceis de se eliminar, mesmo se o paciente faz exercício e dieta.Também é recomendada para casos os quais a pessoa tem grande concentração de gordura no abdômen. O procedimento possui alta procura pelo público feminino, em busca de ter um abdômen lisinho, mas muitos homens já realizaram a cirurgia. Em ambos os casos, é uma solução para recuperar a autoestima.

Como funciona

Com a ajuda de uma caneta, o cirurgião delimita na pele o local de extração da gordura. Feito isso, o profissional aplica a anestesia e faz as incisões para inserir a cânula de sucção, que irá aspirar a gordura em excesso, até atingir, no máximo, 7% do volume total de gordura corporal. Este limite de percentual é considerado seguro e preserva a saúde do paciente.

Quanto ao tipo de anestesia, depende da área e da quantidade de gordura presente, podendo ser peridural, geral ou local com sedação. O profissional também leva em consideração as características fisiológicas do paciente para escolher a melhor opção.

Removida a gordura, o cirurgião ainda pode fazer a lipoescultura, que utiliza a gordura retirada para ser colocada em outro local, com o objetivo de aperfeiçoar o contorno do corpo. A duração da lipoaspiração é igualmente relativa – pode levar de minutos a horas. Os resultados são percebidos logo após a recuperação, conforme o inchaço diminui no decorrer dos meses. Depois de 6 meses, o corpo se recupera totalmente e o resultado definitivo toma forma.

Pós-operatório

É preciso ter paciência com o pós-operatório, pois a região operada fica dolorida e inchada. Dependendo do paciente, podem surgir hematomas, que tendem a desaparecer após 3 meses de cirurgia. Por isso, após o procedimento, é necessário tomar medicamentos para diminuir a dor e evitar inflamações e infecções. Os remédios são indicados pelo seu médico após o procedimento.

– A dúvida mais comum entre os pacientes é o tempo de recuperação para voltar às atividades normais. Isso varia de acordo com o procedimento realizado, mas em duas semanas já dá para trabalhar e fazer outras atividades que não demandem esforço físico.

– Geralmente, os profissionais pedem que se caminhe lentamente durante 10 minutos por 2 vezes ao dia, por uma semana.

– É fundamental o uso de cinta modeladora após a lipoaspiração, e seu uso deve ser respeitado por 30 dias. As meias antitrombose também são essenciais e indicadas para o intra e pós-operatório por um período variado (orientado pelo médico).

– Banho: depois do terceiro dia de operação. É preciso ter cuidado ao retirar os curativos e secar bem as cicatrizes antes de colocar a cinta. Os pontos normalmente são retirados após 8 dias da cirurgia.

– Para que o resultado da cirurgia tenha sucesso, a recuperação deve que ser seguida à risca, assim cicatrizes e marcas deixadas ficaram discretas, quase imperceptíveis.

Exames pré-operatórios

Antes de fazer qualquer cirurgia, o médico solicita alguns exames pré-operatórios para verificar se o paciente está apto ao procedimento. Ou seja, se não há nenhum problema de saúde que possa interferir na segurança durante a cirurgia. Eis uma lista dos exames que o cirurgião plástico exige do paciente:

– Ultrassonografia de abdômen e parede abdominal;

– Risco cirúrgico;

– Hemograma, coagulograma, ureia, creatinina, glicemia de jejum, IgE total e IgE específico para látex;

– Urina de rotina e urocultura;

– Eletrocardiograma.

O médico ainda pode pedir outros exames se julgar necessário.

Cuidados antes de fazer uma lipoaspiração

Durante a consulta, o médico fará uma série de recomendações antes de sua cirurgia. Adiantamos algumas delas:

– O procedimento não pode ser feito caso o paciente utilize algum tipo de anticoagulante.

– Evite o uso de álcool, drogas ou outras substâncias tóxicas nas duas semanas antes da cirurgia (inclusive fumar).

– Medicamentos para emagrecer também devem ser dispensados nas duas semanas que antecedem o procedimento.

– Avise ao médico caso tenha herpes ou erupção cutânea.

– A menstruação não é um problema se o período coincidir com a data da cirurgia. Entretanto, é desejável que o procedimento seja feito fora do período menstrual.

– Se suspeitar de gravidez, é importantíssimo contar ao médico para que ele solicite um exame de confirmação (Beta CgH).

Dicas extras (e valiosas)

– Procure uma clínica de confiança e certificada.

– É importante que o procedimento seja realizado em um hospital, onde há uma equipe de profissionais completa, infraestrutura cirúrgica e UTI, caso haja alguma complicação durante a cirurgia. Fazer operações em locais clandestinos ou que não ofereçam essa estrutura é um risco à vida!

– Antes de se consultar com um profissional, pesquise bastante sobre o procedimento que deseja fazer. Dessa forma, fica mais fácil reunir todas as dúvidas possíveis – e esclarecê-las no momento de sua consulta!

– Planeje a data de sua cirurgia pensando que deverá se ausentar de suas atividades rotineiras por, pelo menos, duas semanas. Muitas pessoas esperam pelas férias do trabalho para se recuperarem de forma tranquila e sem preocupações.

Quer saber mais sobre cirurgia plástica? Converse com quem entende do assunto: a Master Health possui 20 anos de experiência em cirurgia plástica e é referência em realizar o sonho de milhares de pessoas!

LEIA TAMBÉM: