Limão reforça a imunidade e é um grande aliado contra gripe

Entenda como o limão ajuda a barrar a entrada de agentes invasores responsáveis por causar gripes e resfriados, aumentando a imunidade

None
Foto: Shutterstock

por Redação Alto Astral
Publicado em 03/02/2017 às 13:30
Atualizado às 13:21

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Basta uma frente fria se aproximar para que os sintomas trazidos por vírus passem a se manifestar no organismo de muita gente: febre, falta de disposição, coriza e dores de cabeça são sensações características de quem contraiu um resfriado ou até mesmo algo mais sério, como a gripe.

limão

Foto: Shutterstock

Embora o frio não tenha nenhuma relação com os vírus em si, nas épocas mais geladas do ano é mais comum encontrar pessoas gripadas ou resfriadas. Isto acontece porque os hábitos adquiridos no frio colaboram para a proliferação dos vírus. As aglomerações e a falta de umidade, por exemplo, contribuem para o contágio.

Ajuda do limão

Muito se ouve falar sobre as ações que o limão promove contra gripes e resfriados. Isto ocorre por conta da alta combinação nutricional da fruta, composta por vitamina C, óleos essenciais presentes em sua casca e minerais diversos. “O limão é uma fruta rica em vitamina C e outros elementos que podem contribuir para uma dieta saudável e também auxiliar na cura de algumas doenças”, conta a especialista em clínica médica Liliane Guimarães.

É gripe ou resfriado?

É muito comum confundir as duas doenças, porém, a diferença entre elas é muito grande. Na gripe, existe o contato com algum dos vírus intitulados influenza, cujo grau de gravidade pode variar muito. Quando um paciente está realmente gripado, os sintomas persistem de sete a 10 dias, na maioria dos casos, com grande intensidade. Dores de cabeça e muscular e de garganta muito fortes, coriza constante e febre alta persistente são os sintomas mais comuns. Já os resfriados têm uma duração menor: de dois a três dias. Dores de cabeça e febre também podem aparecer, porém, com menor intensidade. Nos dois casos o consumo de alimentos ricos em vitamina C e a ingestão frequente com  com água são muito indicados.

LEIA TAMBÉM:

Consultoria:  Liliane Guimarães, especialista em clínica médica

Texto: Redação Alto Astral

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.