Ligação entre mãe e bebê: entenda melhor esse elo indestrutível!

Poucas mulheres sabem que é necessário criar um elo com o filho antes mesmo de ele nascer. Entenda melhor a ligação entre mãe e bebê!

None
Veja dicas de como criar essa ligação tão importante durante a gestação! FOTO: Istock.com/GettyImages

por Redação Alto Astral
Publicado em 21/09/2017 às 15:22
Atualizado às 13:42

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Por falta de informação, poucas mulheres sabem que é necessário criar um elo com o filho antes mesmo de ele nascer, pois mesmo dentro da barriga, a falta de carinho e atenção pode gerar sentimentos de tristeza, solidão ou rejeição. No livro Gestação à Luz do Afeto, pela editora Edicel, a psicóloga Anabela Sabino ensina como criar essa ligação tão importante durante a gestação. Veja algumas dicas de como fortalecer a ligação entre mãe e bebê!

Preparação

“Para conversar com o seu bebê, feche os olhos, coloque as mãos sobre o ventre, acariciando-o. Diga ao bebê que de agora em diante vocês estarão mais próximos um do outro”, orienta a psicóloga, que acrescenta: “Você pode se comunicar com o bebê em voz alta ou pelo pensamento. Mas tente das duas formas; procure descobrir ou criar a que melhor se adapte a vocês”.

Relaxamento físico e mental

  • Realize os exercícios de comunicação com o seu bebê num tempo em que você esteja sem pressa e num ambiente tranquilo. “Providencie música de fundo instrumentalizada e diminua a luz do ambiente”, aconselha Anabela. Estes exercícios ajudam a criar confiança, tranquilidade e segurança para mãe e filho.
  • Sente-se com a coluna reta e os dois pés apoiados no chão. Feche os olhos e sinta sua respiração, observando seu ritmo natural. Sinta seus músculos relaxarem cada vez mais.
ligação entre mãe e bebê

Poucas mulheres sabem que é necessário criar um elo com o filho antes mesmo de ele nascer. FOTO: Shutterstock

Bons pensamentos

  • Segundo a autora, “quando pensamos com frequência sobre algo que queremos realizar, aumentamos as oportunidades de consegui-lo”. Portanto, tenha em mente tudo o que deseja de bom para sua vida e para a vida do bebê.
  • Imagine-se num lugar tranquilo. Pode ser num campo, numa praia, num jardim florido. Imagine o céu, as sombras das árvores, os raios de sol, a brisa refrescante. Esse lugar é um excelente cenário de conexão com seu filho.

Fortalecendo vínculos

  • Anabela indica que a mãe deve estar em constante comunicação com o filho para que ele se sinta querido.
  • Fale com o bebê sobre coisas que você gosta, seu trabalho, sua família. Conte os pontos positivos de cada um. Deixe a mente solta e use a linguagem do coração.

Hora do parto

De acordo com a psicóloga, “grande parte da dor sentida durante as contrações está associada à maneira tensa com que são recebidas”. O corpo deve aceitá-las como algo natural e necessário.
Convide o bebê a fazer parte do mundo aqui fora. Somente o útero deve se contrair, o resto do corpo deve se manter relaxado. Mantenha-se calma e não lute contra as contrações.

Filho bem-comportado

  • Tenha expectativas realistas. Crianças não são programadas para sentar e ficar quietinhas. Se você tem uma festa para ir, convide um amigo ou um parente para ajudar você a cuidar do pequeno.
  • Tenha brinquedos, livros e lanches sempre à mão. Isso pode ajudá-los a se distrairem em viagens longas, por exemplo.
  • Fale para as crianças as suas expectativas. Elas precisam saber o comportamento que devem ter em certos lugares.
  • Tente não se concentrar no que pensam sobre seu filho. Foque na necessidade da criança. Se ela começar a chorar, preste atenção no motivo. Assim, você poderá acalmá-la mais rapidamente!
  • Faça muitos elogios quando eles se comportarem bem. Diga o quanto está orgulhosa por terem se comportando ao falar baixo em um evento formal, por exemplo.

Consultoria: Anabela Sabino, psicóloga

LEIA TAMBÉM

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.