Lesão pós-treino: saiba por que acontece e como se prevenir!

Ficar com dor alguns dias depois de fazer exercícios físicos na academia é normal. Mas e quando você sofre uma lesão pós-treino, o que fazer? Veja as dicas

None
FOTO: Shutterstock

por Redação Alto Astral
Publicado em 28/09/2016 às 13:05
Atualizado às 12:17

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres
É comum ficar dolorida depois de uma série intensa de exercícios na academia. Mas, e quando essas dores não são dos exercícios? Elas podem ser lesões traumáticas e geram dor, limitam os movimentos e afetam diretamente o rendimento e até a sua qualidade de vida. Saiba mais e veja como se prevenir!
mulher treinando com peso

FOTO: Shutterstock

Lesão corporal

As lesões corporais são mudanças estruturais que afetam o sistema ósseo ou muscular e são causadas pela prática de exercícios físicos, ocorrendo durante ou após a realização destas atividades. Elas podem ser dividas em dois grandes grupos: lesões traumáticas, que são macrotraumas como contusões, entorses, fraturas, luxações e etc; e lesões atraumáticas, que são microtraumas, como tendinite, bursite, dor muscular tardia, lombalgia, condromalácia patelar (inflamação da cartilagem dos joelhos) e fratura por estresse, entre outras.

Por que acontecem

Elas são comuns para quem faz exercícios já que são derivadas de sobrecarga, movimentos errados, esforços repetitivos ou acidentes. As traumáticas acontecem porque fazem parte da atividade física, como um esporte de contato, ou acidentalmente como quedas, escorregões e etc. Já as atraumáticas são típicas de academias, como explica o médico Mauro Olivio Martinelli:” As atraumáticas acontecem principalmente por erro de treinamento seja pela quantidade realizada que ultrapassa seu limite, carga de peso utilizada além do que está preparado para aguentar ou realizar o movimento esportivo, ou do exercício de maneira inadequada o que vai gerar sobrecarga nas estruturas como tendões, articulações e musculatura.”
mulher alongando com treinador

FOTO: iStock e Getty Images

Cuidados na academia

Quem frequenta academia deve ficar atento aos seguintes tipos de lesões:
Traumáticas: contusões, entorses e lesão muscular.
Atraumáticas: tendinites, bursites, lombalgia, fratura por estresse, fasceíte plantar (inflamação do tecido na sola do pé) e  condromalácia patelar.

Recomendações médicas

Para diminuir o risco de lesões corporais, os profissionais dão as seguintes dicas:
1) Avaliação médica inicial para ter certeza que a pessoa está apta a fazer atividades físicas.
2)Alimentação equilibrada para não haver mal-estar durante a após o treino.
3) Hidratação para repor os líquidos perdidos durante o treino.
4)Evitar exageros na atividade.
5) Usar roupa e calçados adequados.
6) Ter sempre a orientação de profissional.
7) Fazer alongamento.
8) Fazer aquecimento.
9) Escolher uma atividade que tenha prazer facilita manter-se ativo.
10) Utilizar equipamentos adequados.
11) Colocar a carga ideal e indicada para cada exercício para evitar movimentos
compensatórios, conhecidos como “trancos”.
12) Prestar atenção na postura e manter a coluna sempre reta.
13) Se apoiar no equipamentos e proteger a região da lombar.
14)Respeitar sempre seu limite.
15) Fazer exercício sob a supervisão de um profissional.
FONTE: Mauro Olivio Martinelli, médico especialista em medicina esportiva e trauma esportivo do Centro de Qualidade de Vida (CQV), de São Paulo

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.