ESTILO DE VIDA

Ler o rótulo das embalagens é importante por quê?

Ler o rótulo das embalagens faz parte da obrigação de qualquer pessoa que se preocupe com a qualidade dos alimentos que serão comprados.

None
Foto iStock.com/getty images

por Redação Alto Astral
Publicado em 26/08/2016 às 19:12
Atualizado às 20:59

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Ler o rótulo das embalagens faz parte da obrigação de qualquer pessoa que se preocupe com a qualidade da alimentação. É por meio dos dados encontrados na tabela nutricional que se torna possível saber a qualidade da comida em relação aos componentes, como calorias, sódio, gorduras, vitaminas e carboidratos. A marca e o valor são importantes, mas não são as únicas informações que devem ser observadas no ato da compra. Você conhece bem todos os itens da tabela? Descubra quais são suas devidas funções no organismo!

Carrinho de compras com alimentos, verduras, frutas, legumes

Foto iStock.com/getty images

VALOR ENERGÉTICO

São as chamadas calorias, responsáveis por produzir a energia necessária para a execução das atividades rotineiras por meio dos carboidratos e proteínas, por exemplo.

CARBOIDRATOS

Eles são capazes de proporcionar energia e gerar a sensação de disposição. Porém, atenção: o açúcar também pode estar incluso na quantidade de carboidratos.

Peixes, frescos, limão, pimenta, dentes de alho, especiarias

Foto iStock.com/Getty Images

PROTEÍNAS

Nutriente de extrema importância no corpo humano, proporciona a fabricação de tecidos e células essenciais no organismo.

GORDURAS TOTAIS

Faz referência a todos os tipos de gorduras que o alimento possui, sendo divididas em três tipos:

Gorduras trans: são aquelas produzidas artificialmente para beneficiar o sabor dos alimentos industrializados.

Gorduras saturadas: é a gordura natural, sendo encontrada nas carnes de animais, no leite integral e na pele de frango, por exemplo.

Gorduras insaturadas: Refere-se àquelas gorduras que fazem bem ao organismo, pois colaboram com o controle do colesterol na corrente sanguínea.

eite,biscoitos de cereal,fibras,café da manhã,alimentação

foto Vinicius Tupinamba / Shutterstock.com

FIBRAS

Além de auxiliarem no controle do colesterol, as fibras são ótimas reguladoras intestinais. Em sua maioria, são encontradas em alimentos de origem vegetal.

SÓDIO

Quando consumido em excesso, pode alterar a pressão arterial e causar sérios riscos à saúde. Porém, quando ingerido em quantidades ideais, pode ajudar o cérebro a ter um desempenho melhor. Está presente na grande maioria dos produtos industrializados, pois ressalta o sabor e conserva melhor os alimentos.

Dica:

Para quem está de dieta, a nutricionista Tatiana Rom tem aconselha: “o consumidor deve estar atento à quantidade de gordura saturada e à relação com a insaturada, à quantidade de açúcares e de sódio. As calorias também têm seu valor, principalmente, em dietas controladas”, informa

Saiba mais:

Alimentação infantil: 5 dicas para incluir alimentos saudáveis na refeição

Mitos e verdades sobre alimentos industrializados

Alimentos que promovem bom humor

Consultoria Tatiana Rom,  nutricionista