Kickboxing: confira como essa luta pode melhorar sua qualidade de vida

Kickboxing vem sendo uma opção para as mulheres que querem perder peso. É uma alternativa saudável para quem quer investir em musculação. Confira!

None
Foto istock.com/getty images

por Redação Alto Astral
Publicado em 29/11/2016 às 13:01
Atualizado às 12:49

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Se antes as aulas de lutas eram frequentadas por um público exclusivamente masculino, atualmente as mulheres também invadiram as academias atrás desses esportes. “Nas academias onde o kickboxing é oferecido como uma alternativa de melhora da qualidade de vida e para fins estéticos, a procura feminina é bem maior, atingindo cerca de 80%”, revela o personal trainer Lincoln Cavalcante. Que tal descobrir tudo o que o esporte pode fazer por você?

mulher lutando box

Foto: iStock.com/Getty Images

Esporte enérgico

O kickboxing não é uma luta milenar, surgiu nos Estados Unidos na década de 70, com inspirações no karatê e taekwondo. O personal trainer afirma que são diversos os motivos que levam as mulheres a procurarem as aulas do esporte, mas o estético é o principal deles. “O kickboxing é uma injeção de motivação e faz com que aumente muito o gasto calórico, o que facilita o emagrecimento e a definição muscular. Isso tudo de uma maneira bem descontraída, fazendo com que as pessoas aprendam a lutar sem o intuito competitivo e ainda se beneficiem mental e fisicamente”, garante Cavalcante.

Trabalho intenso

Os músculos mais trabalhados durante a aula são os dos braços, pernas e abdome, já que os membros são usados em combinações de ataques e defesas. Por sua vez, o abdômen pode ficar bem definido devido à rotação do tronco feita a cada movimento e por conta da ativação das fibras musculares abdominais proporcionada pelo intenso trabalho respiratório. “Para um aluno intermediário, é possível perder cerca de 700 calorias em 1 hora de aula”, explica o personal. No mês, a perda pode chegar a 2kg.

mulher lutando kickboxing

Foto: iStock.com/Getty Images

Nada de violência!

O professor garante que as aulas de lutas têm regras. A fundamental é o respeito, o que faz com que o aluno leve ideais de ordem e educação também para fora da academia.

Proteção

Para realizar as aulas de kickboxing, é ideal que as mulheres se preocupem em prevenir fraturas e machucados. É necessário o uso de bandagem para as mãos, para proteger os punhos e a parte da frente da mão, além das tradicionais luvas.

Leia também: 

Aula em três passos

  1. Aquecimento: os exercícios visam ganho de qualidade física. São os treinos com corda, socos com elástico e exercícios funcionais.
  2. Parte principal: constituída por prática de socos e chutes, seguindo uma ordem de movimentos técnicos, em que os alunos aprendem ataques e defesas.
  3. Volta à calma: visa o alongamento dos músculos e o relaxamento do corpo

Consultoria: Lincoln Cavalcante, personal trainer