Apesar de intenso, o inverno europeu oferece muitas vantagens aos viajantes

Temperaturas que ultrapassam os zero graus, neve e ventos cortantes: este é o inverno europeu, mas não se assuste. Esta época do ano tem muito a oferecer.

None
O inverno europeu é repleto de charme. Foto: Wikimedia Commons

por Redação Alto Astral
Publicado em 15/09/2017 às 12:50
Atualizado às 14:14

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Muita gente gosta de fazer piada dizendo que o frio é algo “psicológico”. Pode até não ser, mas uma coisa é fato: ele é relativo.

Sim, exatamente, relativo. Isso porque, para nós, brasileiros, que moramos em um país tropical, qualquer temperatura abaixo dos 20º já é suficiente para que sintamos aquela dificuldade em sair da cama, ou nos faça sair “embrulhados” em um monte de agasalhos.

Por outro lado, em alguns países, como os mais frios da Europa, a mesma temperatura transmite a sensação de um dia ensolarado de verão. E não podia ser de outra forma. Afinal, essas regiões estão habituadas a temperaturas que batem na casa dos números negativos: -5º não é exatamente algo incomum por lá.

Por isso mesmo, muita gente decide viajar à Europa durante o período da primavera/verão, no qual é possível encontrar temperaturas mais agradáveis, com as quais nós, brasileiros, estamos acostumados. No entanto, se você deseja viver uma experiência diferenciada, como sentir um dia de inverno europeu, com direito a neve e chocolate quente, terá que desbravar meses mais gelados do ano por lá, e para isso, é essencial estar preparado.

As vantagens

Não é só pela neve propriamente dita que viajar para a Europa durante o inverno se torna uma boa opção. Neste período, você pode fazer a mesma viagem por um preço mais em conta, além de desfrutar de locais turísticos com menos pessoas disputando o espaço. Isso se deve ao fato da maioria dos viajantes optarem justamente a primavera e o verão para irem à Europa e evitar o frio. Para compensar, hotéis e outros tipos de hospedagens reduzem sensivelmente o preço de suas diárias.

Imagem de uma avenida europeia durante o inverno.

Apesar das vantagens de se viajar neste período, são necessários muitos cuidados. Foto: Wikimedia Commons

Outra coisa especial destes meses gélidos é a culinária. Nada como espantar o frio com uma boa refeição e uma bebida quente, ninguém sabe melhor disso que os europeus. Se você gosta de experimentar diferentes comidas, o inverno é o momento de ideal para fazer isso com uma boa justificativa, sem culpa no cartório.

Não se esqueça dos vários eventos que costumam acontecer em todo o continente neste período, com destaque para os famosos Mercados de Natal. Geralmente realizados em grandes praças ou avenidas, estes mercados costumam reunir pessoas das mais diferentes idades em torno de barraquinhas que vendem produtos artesanais, pratos típicos de inverno e bebidas que, além de deliciosas, ainda ajudam a manter o corpo aquecido.

Cuidados com o inverno

Começamos este texto falando sobre as diferenças do inverno brasileiro e do Europeu. E iremos dizer mais uma vez: ele não é brincadeira, esteja preparado. Alguns itens são indispensáveis para ter uma boa estadia, entre eles, meias térmicas, camisas e calças conhecidas como “segunda pele”, cachecol de lã, gorro para proteção da cabeça e um par de luvas devem constar na lista de todo viajante. Sapatos confortáveis também são importantes para quem pretende andar bastante (melhor ainda se forem daqueles forrados com material que retém calor).

LEIA TAMBÉM

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.