Insônia infantil: ensine seu filho a dormir na hora certa

O excesso de estímulos tecnológicos diários, como computador e televisão, podem acarretar um mal conhecido como insônia infantil

None
A insônia infantil pode causar problemas de memória e concentração nas crianças. FOTO: Shutterstock

por Redação Alto Astral
Publicado em 06/07/2017 às 17:00
Atualizado às 17:00

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Às vezes, conseguir fazer a criança ou o adolescente dormir na hora certa é um desafio. Entretanto, em muitos casos, essa insônia infantil está ligada à falta de uma rotina diária e ao uso de aparelhos eletrônicos em horários inadequados. “O quarto foi invadido por televisão, DVD, aparelho de som, computador e videogame. Diante de tantas opções, fica difícil desligá-las e ter vontade de ir para a cama”, salienta o neurologista Shigueo Yonekura, médico do Instituto de Medicina e Sono de Campinas e Piracicaba.

Ensinando a dormir

* Embora não seja algo normal e saudável, é bem comum nos dias de hoje encontrar crianças e jovens com problemas para dormir, graças a hábitos impróprios e, no caso dos adolescentes, alterações hormonais.

* A rotina dos pais também pode interferir no sono dos pequenos. Assim, o ideal é que toda a casa (e a família) desacelere o ritmo à noite.

* “É preciso ensinar os filhos a dormir”, destaca o profissional. Quer saber como? Oriente-os a criar um ritual diário que diminua o ritmo do corpo, condicionando-o a ir para a cama no mesmo horário.

Ajuda especializada

* Problemas com insônia infantil ocasional, ou seja, que dure menos de 20 dias, podem ser tratados de forma eficaz apenas com mudanças de hábitos. Caso esse tempo seja extrapolado, é hora de procurar um médico especializado em sono.

* O profissional irá indicar qual o melhor tratamento a ser seguido, que pode ser feito tanto com a administração de remédios quanto com terapia.

* Os pais devem ficar atentos também a doenças e distúrbios que podem causar alterações no sono, como depressão, hiperatividade, déficit de atenção, síndrome das pernas inquietas e até o abuso de álcool e drogas.

* “Dificuldades respiratórias e alterações relacionadas à obstrução de vias aéreas, que ocorrem principalmente ao se deitar, podem dificultar o sono ou até mesmo impedir que a criança ou o adolescente durma normalmente”, completa Yonekura.

O uso inadequado de televisão, videogame e computador pode interferir no sono do seu filho.

O uso inadequado de televisão, videogame e computador pode interferir no sono do seu filho. FOTO: Shutterstock

Manual do sono tranquilo

A primeira dica para uma boa noite de sono é não tentar fazer o seu filho ir direto para cama assim que ele chegar em casa. Como a criança ainda está agitada, a chance dela ficar se revirando sobre o lençol é bem grande. Mas, com alguns hábitos simples, é possível favorecer o relaxamento corporal e, por consequência, ajudar a pessoa a dormir mais facilmente. Siga as orientações:

* tenha hora para dormir e acordar
* tome um banho morno e procure se desligar dos problemas e preocupações
* evite exercícios físicos à noite. Dê preferência, faça essas atividades até quatro horas antes de se deitar
* desligue as telinhas em geral (televisão, computador, videogame), pois elas estimulam o trabalho do cérebro
* inicie o hábito de ler antes de dormir
* não consuma, à noite, comidas pesadas, que dificultem a digestão
* também não ingira bebidas estimulantes, como café, refrigerantes e alguns tipos de chá, principalmente após as 16h. Prefira alimentos ricos em triptofano, como o leite

Texto: Redação Alto Astral | Consultoria: Shigueo Yonekura, neurologista

LEIA TAMBÉM:

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.