ESTILO DE VIDA

Confira algumas dicas de como inserir os filhos na vida escolar

Muitos pais se sentem perdidos sobre a hora certa de inserir os filhos na vida escolar e para ajudar com essa questão, conversamos com uma especialista

None
Será que já está na hora de inserir os filhos na vida escolar? Confira! FOTO: iStock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 15/02/2018 às 17:00
Atualizado às 16:55

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Duas dúvidas vivem rondando a cabeça dos pais quando o assunto é educação: já está na hora de matricular meu filho em alguma escola? E como escolher a melhor escola para ele? As respostas para essas perguntas envolvem fatores emocionais, imunológicos, psicológicos e de desenvolvimento dos pequenos. Confira qual o momento certo de inserir os filhos na vida escolar.

O melhor momento

De acordo com a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, os pais só são obrigados a colocar seus filhos na escola a partir dos quatro anos de idade. Mas o início de vida escolar tem acontecido muito mais cedo: algumas crianças começam a ir ao jardim de infância a partir dos quatro meses, quando termina o prazo de licença-maternidade da mãe. “Apesar de parecer precoce, muitos pais observam que o desenvolvimento é mais acelerado em crianças que vão à escola nesta idade”, revela a coordenadora pedagógica Tânia Medeiros. Mas, no geral, para frequentarem o jardim de infância, “o ideal é que a criança já se movimente, não use mais fraldas e esteja desenvolvendo a linguagem”, explica Tânia.

Alguns pais relatam que colocar os filhos cedo na escola, auxiliou no desenvolvimento dos mesmos. FOTO: Shutterstock

Alguns pais relatam que inserir os filhos na vida escolar auxiliou no desenvolvimento dos mesmos. FOTO: Shutterstock

Cuidados necessários

Antes de inserir os filhos na vida escolar, é importante avaliar como está sua imunidade, já que a exposição bacteriana é maior, e se está mais disposta à socialização, o que facilita a adaptação. Em relação ao ambiente, a especialista sugere que os pais saibam responder questões como: a mãe, familiar ou babá oferece experiências que estimulem o desenvolvimento da criança? Ela tem um espaço onde possa brincar, se movimentar e interagir? “Se a maioria das respostas for negativa, o melhor caminho é a busca de uma escola”, diz.

Como escolher uma escola

De acordo com a coordenadora pedagógica, antes de iniciar a procura por uma escola, os pais precisam pensar em seu perfil familiar. “Os valores da família e da escola devem estar alinhados. A escola é a extensão do lar, um ambiente que proporciona uma parceria e confiança com os pais, especialmente na educação infantil. Por isso, deve ter uma proposta pedagógica próxima ao que os pais esperam”, destaca Tânia. Na avaliação, considere os seguintes pontos: localização e estrutura da escola; oferta de período integral, caso seja necessário; segurança; material didático utilizado; preparo e formação de educadores e funcionários. Para descobrir tudo isso, visite o maior número possível de escolas, observe sua rotina e busque referências de outros pais. Após essa avaliação, é possível definir com tranquilidade onde os pequenos iniciarão sua vida escolar.

Texto: Redação Alto Astral | Consultoria: Tânia Medeiros, coordenadora pedagógica

LEIA TAMBÉM: