Inclua a berinjela em seu cardápio e mande para longe os quilinhos extras

A berinjela tem fibras solúveis e insolúveis e nutrientes essenciais para a boa forma, por isso é importante incluir o legume no cardápio

None
Foto: iStock

por Redação Alto Astral
Publicado em 29/11/2016 às 12:43
Atualizado às 12:49

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Entre os diversos benefícios da berinjela um se destaca entre os adeptos da boa forma: o poder emagrecedor. Rica em fibras, água e baixo valor energético, o legume é um aliado para quem quer perder peso sem abrir mão da saúde. Seja na forma de água, farinha, suco, cápsula ou in natura, o legume não pode ficar de fora da sua dieta.

várias berinjelas

Foto: iStock

Santa fibra

O principal benefício do legume que auxilia na perda de peso é a grande quantidade de fibras que ele fornece ao organismo. O consumo de fibras acompanhado da ingestão de água faz com que o sistema digestivo funcione bem, além de afastar a fome, uma vez que elas geram a sensação prolongada de saciedade. Há dois tipos de fibras: as solúveis e as insolúveis. Ambas são importantes, mas agem diferentemente.

As solúveis, presentes na berinjela, têm o poder de formar um “gel” no estômago, o que gera uma sensação de saciedade. Já as insolúveis, mais difíceis de serem digeridas pelo organismo, ajudam na evacuação, afastando aquela barriguinha inchada. “O consumo diário de fibras retarda o esvaziamento gástrico, aumenta a saciedade e a velocidade do trânsito intestinal”, destaca a nutricionista Elaine Pádua. As fibras, especialmente as presentes na casca da berinjela, ainda estimula a mastigação e a deglutição, o que faz demorar mais para saborear um prato, além de essas ações emitirem sinais ao cérebro sobre saciedade.

Nutrientes essenciais

A berinjela ainda tem em sua composição nutrientes importantes para a boa forma. É o caso do cálcio. O mineral tem o poder de frear a absorção de gordura vinda dos alimentos, pois bloqueia enzimas envolvidas na formação dos adipócitos, células que armazenam gordura. “Apesar da fama de leite e derivados, o cálcio dos vegetais possui maior biodisponibilidade e são tanto ou mais ricos em cálcio do que o leite”, alerta a nutricionista Greice Caroline Baggio. Já o potássio estimula a produção da bile, impedindo que a gordura abdominal seja estocada.

Nada de milagre

Engana-se quem pensa que apenas adicionando a berinjela nas refeições o ponteiro da balança baixará automaticamente. O legume ajuda, sim, na briga contra o peso extra, mas também é preciso haver um plano alimentar saudável e a prática regular de execícios físicos. Com todos esses fatores reunidos, não há gordurinha que resista!

LEIA TAMBÉM

Texto: Natália Negretti