Connect with us

O que você está procurando?

Alto Astral
Manter uma alimentação balanceada e rica em nutrientes pode favorecer - e muito - o desenvolvimento da imunidade para idosos. Veja quais alimentos consumir!
- Foto: Shutterstock

Como fortalecer o sistema imunológico após os 60 anos

Manter uma alimentação balanceada e rica em nutrientes pode favorecer - e muito - o desenvolvimento da imunidade para idosos. Veja quais alimentos consumir!

[PAGE TITLE]

Ao longo da vida, o corpo de um ser humano fica exposto a diversos tipos de infestações virais, bacterianas e fúngicas, que nos tornam doentes. E, embora tenhamos um sistema exclusivamente dedicado a defesa do organismo diante de patógenos, nem sempre a resposta é imediata ou efetiva. A taxa de imunidade para idosos, por exemplo, cai drasticamente, tornando-se um dos principais vilões para aqueles que já passaram dos 60 anos.

À medida que envelhecemos, o retorno do organismo para agentes infecciosos desacelera, abrindo espaço para que a doença se expanda e cause diversos danos colaterais. É uma verdadeira disputa de velocidade entre os invasores e os glóbulos brancos.

Por que isso acontece?

Com o passar dos anos, o sistema imunológico entra em desequilíbrio, reduzindo a sua capacidade de atenção para uma resposta ativa na presença de um vírus. É como quando o nosso cérebro se acostuma com os ruídos de uma obra, após ficar exposto ao barulho por um longo período de tempo.

É por isso que, diante da baixa imunidade para idosos, algumas medidas de prevenção e bem-estar devem ser tomadas. Hábitos alimentares, combinados com a prática de exercícios físicos, podem revitalizar a defesa do organismo, colaborando para um desenvolvimento maior e melhor de glóbulos brancos.

Acrescentar novos ingredientes as refeições, pratos nutritivos e horários mais pré-definidos são pontos que podem acelerar esse processo e trazer benefícios a longo prazo.

Torne a imunidade para idosos algo fácil de se lidar com essas dicas

Atente-se ao consumo de gordura

Já quando jovens, uma alimentação rica em gorduras saturadas pode ser prejudicial a saúde. Quando envelhecemos, a preocupação é dobrada. Dê preferência ao consumo de gorduras mais saudáveis, como as presentes em peixes. Atum e salmão são duas opções saborosas e recomendadas. Na hora de fritas, opte por óleos como o de linhaça e nozes.

Alimente-se com ferro

Além de influenciar diretamente as ações imediatas do sistema imunológico, a falta de ferro no organismo pode causar problemas mais graves, como anemia crônica. Acrescente as suas refeições diárias o feijão, carnes vermelhas (mas sem muita gordura), gema de ovo, cereais integrais, fígado, lentilha, verduras e legumes.

Não deixe o zinco de lado

Esse mineral é essencial para a produção e manutenção de todas as células do corpo. Tem grande ação sobre o sistema imunológico, uma vez que ajuda na proteção contra gripes, resfriados, conjuntivites, infecções no geral e doenças mais graves, como lúpus, fibromialgia e artrite reumatoide. Frutos do mar (como ostras), sementes oleaginosas (de abóbora e girassol), miúdos e peru, cogumelos, ovos, gérmen de trigo, levedo de cerveja, grãos integrais, amendoim e leite, são alguns alimentos que o zinco pode ser encontrado.

Aumente o número de fibras

O consumo ativo de fibras, além de ajudar na imunidade para idosos, também acelera o processo de eliminação de substâncias prejudiciais a saúde para fora do corpo. Assim, o tempo de absorção é mais rápido, limpando qualquer impureza que tenha sobrado. Pode ser encontrado em cereais e grãos integrais.

Vitamina C como grande aliada

Quem tem uma boa ingestão de frutas ricas em elementos antioxidantes, como a vitamina C, preserva a memória e o sistema imunológico por mais tempo. Consuma mais laranja, limão, acerola, tangerina, melão, morango, maracujá, framboesa, mirtilo, goiaba, kiwi, abacaxi, tomate, brócolis, pimentão, broto de alfafa e pepino.

Os benefícios da vitamina A

Conhecida pela sua função no processo visual, a vitamina A também auxilia na hidratação e manutenção da pele e das mucosas, assim como o desenvolvimento do sistema imunológico. Cenoura, mamão, laranja, abóbora, brócolis,queijo, fígado, batata-doce, ovo, manga, leite, damasco, pêssego e espinafre são alguns alimentos ricos nesse composto.

Não deixe faltar selênio 

Quando esse mineral está em falta no organismo, há uma redução na capacidade cognitiva, principalmente em pessoas acima dos 60 anos. Pode ser encontrado em: castanha-do-pará, carnes em geral, frutos do mar, ovos, cereais integrais, semente de girassol e castanha de caju.

Uma taça de vinho

Os benefícios do vinho já são largamente explorados e conhecidos pela medicina. Além de ser perfeita para acompanhar alguns dos pratos citados anteriormente, a bebida, quando consumida de forma moderada, também aumenta os níveis de imunoglobulina A.

Leia também:

Advertisement
Advertisement

Mais notícias interessantes como essa

Estilo de vida

Saiba como harmonizar os ambientes para um home office e isolamento domicilicar mais agradável com plantas para dentro de casa

Estilo de vida

As psicólogas Paula Negrão e Fernanda Caielli listam nove dicas para evitar depressão e controlar as emoções enquanto a reclusão for necessária

Estilo de vida

Tão importante quanto escolher a melhor opção, é saber como higienizar frutas e a maneira adequada de conservá-las antes do consumo

Estilo de vida

A empresária Amélia Whitaker listou algumas medidas para conseguir manter filhos e home office em grande harmonia, sem causar qualquer estresse

Notícias

Em ato inédito, o Papa Francisco, nesta terça (27), cedeu o perdão a todos os fiéis do mundo, por meio da indulgência plenária. Confira o vídeo!

Notícias

Harvard, SENAI, FGV, Casa do Saber e outros centros estão oferecendo cursos gratuitos online com certificados para fazer durante quarentena

Mundo místico

Você pode desvendar os mistérios do seu futuro, obter ajuda para solucionar as dificuldades e acabar com incertezas consultando esse Oráculo Cigano

Notícias

Saiba como deve ser os passeios, banhos, tosas, limpeza e medidas de prevenção para os dias de quarentena. Descubra como controlar o coronavírus em animais!