ESTILO DE VIDA

Você sabe o que é HPV e como se prevenir? Confira!

O HPV, se não for tratado corretamento pode trazer sérias consequências para a saúde. Inclusive, pode levar à infertilidade. Leia mais sobre ele!

None
Mais de 100 vírus compõem o HPV FOTO shutterstock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 07/06/2017 às 11:00
Atualizado às 13:40

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

O que é o HPV? O HPV (Papilomavírus humano) compreende mais de 150 tipos de vírus que infectam a pele e a mucosa. Eles são divididos em oncogênicos, que podem desenvolver câncer, e não oncogênicos, que causam verrugas nos genitais e outras áreas. “Mas a maioria dos subtipos de HPV não apresenta potencial para levar ao câncer”, ressalta o oncologista Ellias Magalhães.

hpv

A melhor prevenção é a ida regular ao ginecologista e e a vacina FOTO: shutterstock.com

Sintomas

É raro, mas as verrugas genitais podem causar coceira, sensação de queimação, corrimento e sangramentos durante o sexo. Além disso, o agravamento da doença pode levar à infertilidade? “O HPV não é responsável direto. Mas HPVs oncogênicos podem levar ao câncer e o seu tratamento – a retirada de útero e ovários, radioterapia e quimioterapia – pode causar a esterilidade feminina”, diz Ellias .

Formas de contaminação

“O HPV não é transmitido pelo sangue. A maneira mais comum é o contato de pele com pele e através do sexo (genital, anal ou oral). Beijar ou tocar a genitália do parceiro pode transmitir a infecção”, afirma o oncologista . Porém, também existe a transmissão através de objetos contaminados e pelo parto, entre mãe e feto. E para prevenir-se, a ginecologista Flávia Fairbanks recomenda que mulheres de 9 a 26 anos procurem a vacina anti-HPV e use sempre o preservativo. “Mas não é um método 100% eficaz. Áreas infectadas e não cobertas pela camisinha podem transmitir o vírus”, afirma Ellias. Se possível, a vacina deve ser aplicada antes do início da vida sexual para conferir imunidade à mulher desde a primeira vez.

mulher fazendo exame ginecológico

Por ser uma doença silenciosa e não ser detectada no exame de sangue é fundamental a ida ao ginecologista FOTO: shutterstock.com

Como detectá-lo?

Como a infecção pelo HPV se restringe normalmente às camadas mais superficiais da pele, não é possível identificar o vírus através de exames de sangue. Por isso, deve-se ir sempre ao ginecologista e fazer os exames de papanicolau e colposcopia. “O exame de prevenção deve ser feito a partir dos 25 anos ou três anos após o início da atividade sexual”, destaca Flávia.

Texto Redação Alto Astral | Ellias Magalhães e Abreu Lima, oncologista; Flávia Fairbanks, ginecologista

Leia também: