ESTILO DE VIDA

Hipo X Hipertireoidismo

Hipertireoidismo e hipotireoidismo são disfunções da glândula tireoide., que podem causar várias alterações pelo organismo, como ganho ou perda de peso.

None
Foto Shutterstock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 23/08/2016 às 19:34
Atualizado às 20:59

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Hipotireoidismo

exame da tireoide

Foto Shutterstock.com

Acontece quando a glândula produz poucos hormônios tireoidianos ou quase nada. Qualquer pessoa pode sofrer dessa disfunção, apesar de ser mais comum entre as mulheres. A causa mais frequente é a Tireoidite de Hashimoto, uma doença autoimune.

Sintomas: dores musculares, sonolência, diminuição da memória, queda de cabelo, intestino preso, desaceleração dos batimentos cardíacos, depressão, aumento do colesterol, menstruação irregular, queda na libido e rouquidão.

Como saber: exames de sangue para dosar a quantidade de hormônios tireoidianos podem alertar para o problema. O “teste do pezinho”, feito nos recém-nascidos, também é capaz de detectar o hipotireoidismo congênito, quando a criança já nasce com a disfunção.

Como tratar: depois de diagnosticado e com acompanhamento médico, normalmente o tratamento é feito com medicação tomada pela manhã, em jejum, para repor os hormônios que a glândula não produz. Como a doença não tem cura, o tratamento é feito por toda a vida.

Hipertireoidismo

É um problema na glândula que leva à produção excessiva do tri-iodotironina e do tiroxina. Geralmente, essa disfunção está relacionada a nódulos que produzem os hormônios tireoidianos muito além do que deveriam. Uma alimentação com muito iodo, consumo incorreto de hormônios da tireoide e o funcionamento mais acelerado das glândulas são outras causas da doença.

Sintomas:  aceleração e irregularidade nos batimentos cardíacos, nervosismo, aumento no volume da tireoide, suor e tremores nas mãos, queda de cabelo, intestino solto, perda de peso, alterações no ciclo menstrual e rápido crescimento das unhas.

exame de sangue

Foto Shutterstock.com

Como saber: como no hipotireoidismo, o diagnóstico é possível através de um exame de sangue que indica a dosagem dos hormônios T3 e T4 e, também, do TSH, que regula a tireoide.

Como tratar: é necessário que o paciente faça consultas regulares com um endocrinologista e, se mesmo com medicamentos para diminuir a produção dos hormônios o caso não fique estabilizado, pode ser necessário fazer a aplicação de iodo radioativo ou uma cirurgia para a remoção da tireoide.

Saiba mais:

5 frutas milagrosas para a saúde

Sálvia pode ser cultivada em casa e dá mais sabor aos pratos

Confira 10 benefícios que vão fazer você praticar corrida!