ESTILO DE VIDA

Beleza e higiene precisam andar de mãos dadas para você ficar ainda mais linda e com saúde!

As pessoas acabam pecando quando se preocupam em excesso com a beleza e esquecem da manutenção da higiene, tanta em casa quanto no centro estético.

None
É importante que a clinica estética seja de sua confiança FOTO Paulo Neto

por Redação Alto Astral
Publicado em 21/06/2017 às 11:00
Atualizado às 11:00

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Já virou hábito para muitas mulheres: sábado é o dia oficial de cuidar de si mesma! Na verdade, seja qual for o dia, os salões de estética e beleza estão sempre cheios de pessoas à procura de uma imagem mais atraente e jovial. Só não é justo que, nessa busca por uma melhor aparência, sua saúde seja colocada em risco. Você sabia que, enquanto esteticistas, cabeleireiros e manicures cuidam do seu corpo, perigos invisíveis podem estar rondando sua saúde? Descubra quais são e como evitá-los por meio da higiene.

mulher penteando o cabelo

Usar o mesmo material em pessoas diferentes pode transmitir vários fungos. FOTO shutterstock.com

Cabelos

Na hora de tratar as madeixas, procure saber a procedência de presilhas, toalhas, escovas e pentes. Uma mesma toalha usada para enxugar as mãos e a cabeça de pessoas variadas pode se tornar um veículo de transmissão de piolhos e de fungos. Logo, não abra mão de que a peça esteja sempre limpa e seja de uso exclusivo. Da mesma maneira, pergunte sobre a higiene das presilhas e escovas. “Piolhos não são eliminados apenas com água e sabão”, informa a dermatologista Paula Araújo. Por isso, observe se no centro de estética há algum equipamento de esterilização de material, já bastante popular nesses ambientes.

mulher fazendo a unha

Por meio de um alicate, por exemplo, doenças graves como AIDS podem ser transmitidas FOTO shutterstock.com

Manicure

“O uso de materiais não esterilizados ou incorretamente esterilizados pode representar um risco de contaminação por diversas doenças, como Aids, hepatites, micoses e infecções bacterianas”, alerta a dermatologista. Por isso, ao cuidar das mãos e dos pés, algumas precauções são indispensáveis: tenha o seu próprio kit manicure com lixas, palitos, tesoura, cortador de unha e alicate. Mesmo os utensílios de uso exclusivo precisam ser higienizados com água e sabão.

  • Preserve a cutícula:  buscando evitar infecções e a entrada de micro-organismos, muita gente já adotou o hábito de preservar essa fina membrana. Qualquer machucado, mesmo sem sangue aparente, pode ser uma oportunidade para doenças como a hepatite (B e C), que só se manifesta em estado avançado. Por isso, não cometa excessos e retire, com alicate esterilizado, apenas a pele morta que se levanta naturalmente.
mulher se depilando

A preocupação com a  higiene precisa ser em casa e no centro estético de sua preferência FOTO shutterstock.com

Depilação

Nem só a dor ou o incômodo são dignos de sua atenção no processo de retirar os pelos indesejáveis do corpo. Quando fizer depilação, escolha um lugar que tenha higiene, entra outras coisas:

  • Que só use ceras descartáveis
  • Que tenha utensílios (espátulas e pinças) descartáveis. “A pinça pode lesionar a pele e entrar em contato com sangue, por isso existe o sério risco de haver transmissão de doenças como Aids e hepatites”, explica a dermatologista; onde as macas são cobertas por toalhas de papel descartável
  • Onde macas são cobertas por toalhas
  • Descarte lixas e palitos de madeira após o uso

Texto: Redação  Alto Astral | Consultoria Paula Araújo, dermatologista

Leia também