Gripes e resfriados: saiba quais são as diferenças entre as doenças

Apesar de parecidas, gripes e resfriados são doenças diferentes. Saiba como diferenciar os sintomas e quais são as principais características!

None
FOTO: Shutterstock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 06/04/2017 às 08:08
Atualizado às 13:41

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Tosse, espirro, coriza… E lá vem o diagnóstico popular: “é gripe”! Mas, em grande parte dos casos, os sintomas iniciais podem indicar apenas um resfriado. “Apenas”, porque esse último provoca sintomas mais leves e a gripe, em algumas situações, pode até matar. Uma doença não é o agravamento de outra e cada uma tem suas particularidades. Aprenda quais sãs as principais diferenças das gripes e resfriados e saiba como diagnosticá-las!

Gripes e resfriados sáo doen;as diferentes. Saiba mais sobre essas disfunções.

As doenças se diferenciam pelos vírus causadores, sintomas e duração. Um dos principais sintomas da gripe é a febre, que costuma ser mais forte do que no resfriado. FOTO: Shutterstock

Organismo fortalecido

É difícil prevenir tanto a gripe quanto o resfriado, já que estamos em contato com vírus e bactérias o tempo todo. Mas é possível adotar hábitos que mantenham o sistema imunológico preparado para combater as infecções. “Ter uma alimentação saudável, praticar atividades físicas e hidratar-se adequadamente permite que a resposta imunológica seja adequada e não haja complicações”, destaca a clínica geral Juliana Morgado.

A hidratação é ainda mais importante quando a gripe ou o resfriado já está instalado, pois a água facilita a eliminação das secreções. Melhor do que consumir alimentos específicos para o combate desses problemas é manter um cardápio balanceado. Muitos pais costumam suplementar a dieta das crianças com vitamina C, porém não se deve esquecer dos outros nutrientes. “A vitamina C entra nesse contexto porque é antioxidante e melhora a resposta imunológica. Mas tudo o que é ingerido em excesso é expelido pela urina. É mais importante ter uma fonte de vitamina C todos os dias do que consumir grande quantidade em alguns”, salienta Juliana.

Principais diferenças entre gripes e resfriados

Tratamento certo

Não existem remédios capazes de curar a gripe. O tratamento é seguido apenas para amenizar os sintomas. “A gripe é uma doença que tem um curso habitual, um tempo de duração que geralmente é o mesmo, mas não há um tratamento específico porque, de uma forma geral, o organismo tem a condição de controlar a infecção sem nenhuma droga”, informa Juliana. O ideal é procurar um médico quando os sintomas aparecerem e iniciar o tratamento sem erros. O uso de antibióticos, por exemplo, não é eficaz quando se trata de gripe. Se houver suspeita de dengue, que pode apresentar sintomas semelhantes ao da gripe, é contraindicado o uso de ácido acetilsalicílico, que favorece hemorragias.

Texto: Redação Alto Astral

Consultoria: Barros Franco e Oliver Augusto Nascimento, pneumologistas; Juliana Morgado, clínica geral

LEIA TAMBÉM:

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.