Gravidez não planejada: o que fazer quando “positivo” não era o que você esperava?

Ter um filho agora não estava nos seus planos? Desenvolver um espaço emocional é um dos passos para receber o bebê de uma gravidez não planejada. Leia mais!

None
A gravidez não planejada pode causar várias reações Foto: Shutterstock

por Redação Alto Astral
Publicado em 24/04/2017 às 12:15
Atualizado às 12:42

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Muitos casais preferem esperar certa estabilidade para pensarem na ideia de ter um filho. Mas, algumas vezes, a realidade é diferente dos planos. Por isso, a gravidez não planejada pode causar várias reações, principalmente nas mulheres: comemoração, medo, ansiedade… A psicóloga Léa Michaan fala mais sobre este período e como se preparar para a chegada inesperada de um bebê.

Choque inicial

Cada pessoa reage de um jeito diferente ao receber uma notícia inesperada e que tem o poder de mudar nossa vida. “Uma gravidez não planejada gera um grande susto e temos a impressão que o mundo acabou. Neste momento, o melhor a fazer é: nada. Pense assim: ‘recebi uma notícia abrupta, estou desequilibrada e neste momento não posso fazer nada, preciso dormir e amanhã vou pensar melhor sobre o que fazer’. Isso é o melhor porque qualquer atitude que tomamos no primeiro momento será uma reação não pensada”, esclarece Léa. Caso sinta necessidade de se abrir, fale com alguém de sua confiança, ou procure uma psicóloga para ajudar você a lidar melhor com esta notícia.

Reação da família

Se sua família não reagir bem à sua gravidez não planejada, escreva para eles revelando o quanto você precisa de acolhimento e compreensão. De acordo com a psicóloga, escrever é o melhor caminho porque você não estará no calor da revolta e poderá pensar nas palavras que quer dizer a eles. Além disso, Léa orienta: “mesmo se o mundo inteiro culpar você, procure não entrar no jogo. Ninguém tem o direito de julgar ou condenar porque ninguém habita a sua pele e nem sabe de seus temores, carências e necessidades”.

Planejamento

“Uma vez que você tomou a decisão de ter o bebê, comece a ler sobre mães de primeira viagem. Isso vai motivar você a querer ser mãe e também irá desenvolver espaço emocional pra receber seu bebê. Escreva num caderno tudo o que precisa para receber o seu filho: móveis, fraldas, chupetas, mamadeiras etc. Isso começa a criar um espaço no mundo, na vida nos outros e em você mesma para o seu bebê ser bem recebido”, finaliza Léa.

LEIA TAMBÉM:

Gravidez: confira algumas dicas de como preparar o corpo!

Cuidados com o bebê: 5 perguntas e respostas que você deve saber

Álbum de família: 10 fotos do bebê que todos os pais devem tirar!