Glaucoma e catarata podem levar à cegueira. Saiba como identificá-los!

Veja a seguir como o glaucoma e catarata podem levar à cegueira e coloque os exames na agenda para se prevenir e afastar as doenças!

None
FOTO: Shutterstock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 16/05/2017 às 08:30
Atualizado às 13:52

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Glaucoma e catarata podem levar à cegueira se não receberem o tratamento adequado. Por isso, é importante atentar-se à saúde dos olhos, afinal, eles também merecem o mesmo tipo de atenção que o restante do corpo recebe. Veja a seguir como as doenças podem ser identificadas e saiba de que maneira esses problemas oculares acabem se tornando mais graves.

Glaucoma e catarata podem levar à cegueira. Previna-se realizando os exames oftalmológicos de rotina.

O glaucoma é a maior causa de cegueira irreversível no país, atingindo mais de 1 milhão de brasileiros. FOTO: iStock.com/Getty Images

Entendendo os problemas

A oftalmologista Renata Rabelo explica o que é cada uma das doenças. “O glaucoma afeta o nervo óptico levando a perda de campo visual e é considerada a maior causa de cegueira irreversível; enquanto a catarata se caracteriza pela opacidade do cristalino, uma lente natural intraocular. As pessoas com essa condição enxergam como se estivesse vendo através de um vidro fosco”.

Tratamento

A melhor forma de tratar um glaucoma é com o uso de colírios que vão diminuir a pressão intraocular ou com laser, se o caso for de um glaucoma agudo de ângulo fechado (são os sem causas identificáveis). Em último caso, a cirurgia é uma opção. Já no caso da catarata, não tem como fugir da mesa de operação. “A cirurgia hoje está avançada tecnologicamente e é possível realizá-la com anestesia tópica, ou seja, simples gotas de colírio”, completa Renata.

Prevenção

A melhor prevenção é a ida anual ao oftalmologista. Fazer exames regulares pode ajudar a descobrir o problema cedo, facilitando o tratamento da doença. Porém, Renata salienta: “Catarata não tem como evitar. Todas as pessoas cedo ou tarde terão. Algumas mais cedo do que outras, mas como a principal causa é a senilidade, atinge geralmente entre 50 e 60 anos”. No caso do glaucoma, pessoas com histórico família ou que tenham hipertensão arterial e diabetes podem apresentar a doença.

Fica a dica

Além de ir ao oftalmologista regularmente, alguns, cuidados no dia a dia são necessários. Confira 5 dicas de como mantê-los saudáveis:

  • Descanse os olhos: usar o computador ou ler por muito tempo reduz o número de piscadas. Faça um pequeno intervalo direcionando os olhos para um ponto distante
  • Beba bastante líquido
  • Use óculos de sol: eles protegem os olhos dos raios UVB
  • Higienize bem os olhos: retire a oleosidade da pele e resquícios da maquiagem
  • Consuma ômega-3: esse ácido graxo ajuda na composição da camada mais oleosa da lágrima, importante para evitar que ela evapore facilmente

Texto: Denis Eric/Colaborador

Consultoria: Renata Rabelo, oftalmologista

LEIA TAMBÉM:

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.