Dicas de como melhorar o funcionamento do intestino

O intestino desregulado pode resultar em vários problemas para a saúde, como gases em excesso e prisão de ventre. Entenda mais sobre esse assunto!

None
Ilustração de um intestino Foto Shutterstock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 20/02/2017 às 13:21
Atualizado às 13:30

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

São necessários três fatores para o intestino funcionar regularmente: uma dieta adequada em fibras, água em quantidade suficiente para lubrificar o organismo e a prática regular de atividade física. Caso um desses pilares seja esquecido, não dá outra: o intestino fica preguiçoso e a barriguinha ganha aquele aspecto estufado. “Não existe apenas um alimento que vá solucionar o problema da prisão de ventre, mas sim a adoção de hábitos de vida mais saudáveis”, comenta a nutricionista Ana Paula Murbach.

Mãos de mulher, médica, segurando intestino

As fibras  – aliadas à ingestão de água – são fundamentais para a saúde do órgão. Foto Shutterstock.com

Quando o assunto são fibras, especialistas recomendam o consumo de 20g a 40g desse nutriente para que a digestão funcione a todo vapor. Para dar conta dessa cota diária, não faltam nos supermercados produtos industrializados acrescidos de fibras sintéticas, como sucos, iogurtes e biscoitos. Há ainda a opção da fibra em pó vendida em sachês, que pode ser acrescentada até em um copo d’água sem maiores problemas. “Quando consumidos com orientação de um profissional qualificado, esses produtos podem contribuir para o tratamento da obstipação. Mas, se a dosagem não for controlada, eles acarretam alguns prejuízos ao corpo”, diz Ana Paula Murbach.

Escolha certa

Você pode dar uma boa ajuda ao seu intestino compondo as  refeições com alimentos que estimulem o seu funcionamento e cortando da lista aqueles que atrapalham a digestão. “Produtos ricos em gordura animal e açúcar refinado, bolos, biscoitos, pães, arroz e massas devem ser evitados porque não possuem fibras na sua composição. Substitua-os pelas suas versões integrais”, orienta a nutricionista. Os medicamentos laxativos devem ser evitados a todo o custo, já que o organismo pode se tornar dependente deles para funcionar.

Texto Redação Alto Astral 

Leia também: 

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.