Você sabia que existe fobia alimentar infantil? Confira!

A fobia alimentar infantil merece atenção, pois pode trazer consequências para o desenvolvimento da criança. Entenda mais sobre esse problema!

None
A fobia alimentar infantil pode gerar consequências como momentos de angústia na criança. FOTO Shutterstock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 03/12/2017 às 11:00
Atualizado às 11:00

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Com 6 meses de vida, a criança da início a novos experimentos alimentares, além do leite materno. E esse momento gera bastante preocupação por parte dos pais, que são determinantes para auxiliar o bebê em seus novos gostos. Afinal, com o passar do tempo, a criança começa a ter preferência em relação a determinados tipos de alimentos e, assim, dá início ao processo de escolher o que gosta e o que não gosta, mas é preciso avaliar se a recusa por determinados pratos é normal ou se é fobia alimentar infantil ( medo de experimentar alimentos).

A nutricionista comportamental Ariane Bomgosto alerta que é preciso estar atento. “Desde que entra em contato com os primeiros alimentos, a criança pode apresentar algum tipo de fobia alimentar ou neofobia, que é o medo de experimentar alimentos novos. Isso, geralmente, ocorre por volta dos seis meses”.

alimentação

Algumas crianças, quando submetidas ao contato forçado com os alimentos que rejeitam, podem manifestar reações como vômito e perda de controle emocional. FOTO Shutterstock.com

Os responsáveis por avaliar se existe alguma dificuldade alimentar por parte da criança, são os pais. Eles precisam ficar atentos a reações como:

  • Não querer permanecer à mesa
  • Manifestação de repúdio ou aversão aos alimentos
  • Fugir de momentos que envolvam experimentar algum alimento

Ariane Bomgosto recomenda que, após os pais perceberem os sintomas, procurem um especialista em comportamento alimentar para que possa auxiliá-los a diagnosticar o que o filho apresenta.

A criança que costuma ter pouco interesse pelo universo dos alimentos tem dificuldade de fazer suas próprias escolhas alimentares ao longo da vida. FOTO Shutterstock.com

A desvantagem da fobia alimentar infantil é o fato do crescimento da criança ser prejudicado, já que ela não consegue ingerir certas opções. Assim, seu cardápio não possui variação, o que pode influenciar no aporte nutricional que necessita nesta fase da vida.

Consultoria Ariane Bomgosto, nutricionista comportamental

LEIA MAIS:

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.