Filhos – não tenha medo de educá-los. Veja algumas dicas!

É difícil, porém a educação dos seus filhos vai ajudá-los a construir a pessoa que serão no futuro. Confira algumas dicas de como educá-los da melhor forma!

None
Foto Istock.com/getty images

por Redação Alto Astral
Publicado em 28/11/2016 às 13:01
Atualizado às 12:48

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Trabalho, casa, marido e mais trabalho…Às vezes, as mulheres não conseguem deixar um tempo nem para si mesmas, pois estão voltadas totalmente para outras coisas, para a família, para a educação dos filhos que requer muitos cuidados e ainda trabalho. Com isso, elas precisam de uma fórmula de como conseguir dar conta de tudo isso e ainda sim conseguir um momento para si. Confira algumas dicas de como lidar com os pequenos!

mulher com uma criança no colo

Foto Istock.com/getty images

Dizer “não” é natural

Talvez você ache que o tempo que passa longe do seu filho deve ser recompensando com vários “sim” para tudo que ele pede, porém isso é péssimo para a educação do pequeno. Ouvir um “não” é importante para a aprendizagem, pois prepara a criança para o mundo. A criança pode e deve passar por momentos de contrariedade desde cedo. Imponha limites sem agressividade e ele vai crescer sabendo lidar com a negação e com as dificuldades.

A política do medo

Uma criança já tem, por natureza, medo de escuro, cobras, leões e outros bichos. Portanto, não use como moeda de troca um medo que a criança já tenha. Procure resolver com diálogo e trate-o com igualdade.

mulher ensinando criança usar o computador

Foto: Istock.com/Getty Images

Adaptando-se à escola

Na idade de três a quatro anos, a criança não tem noção de tempo. Ela sabe que você vai levá-la, mas não sabe quando vai buscá-la. Converse com a professora para fazer sempre a mesma atividade por último, como cantar músicas. Diga ao seu filho que vai buscá-lo depois que ele terminar de cantar.

O importante é a qualidade

“O que diferencia a educação não é a mãe trabalhar fora ou não. Mas a qualidade do tempo para a criança. Vemos mães que trabalham o dia todo e têm filhos educados, enquanto outras, que passam o dia com as crianças, mas não sabem dar-lhes atenção, carinho, respeito e limites”, comenta Ana Carolina Rodrigues Marangon, professora da Escola de Aplicação da USP.

Leia também: 

Ouça bastante

Não trate os problemas do seu filho como banais. Ele vive dilemas infantis, muitos deles de resoluções fáceis, mas se está dividido é porque ainda não encontrou a saída. Mostre interesse e, no final, não entregue a resposta de bandeja: conduza-o de maneira que ele imagine que conseguiu resolver sozinho. Como passa muito tempo longe, isso fará com que ele se acostume a resolver problemas.

mulher segurando a mão de uma criança

Foto Istock.com/getty images

Outras dicas:

  • Procure desenvolver as capacidades dos seus filhos, pois eles saberão tomar decisões quando estiverem longe de você. Para isso, em vez de proibir, indique alternativas;
  • Tente entender que, para as crianças até quatro anos, seguir regras ainda não é um hábito. Use o castigo somente em casos de extrema necessidade, quando perceber que nenhuma outra opção deu certo;
  • Limites: se você não os deixa claro, talvez seja porque não tem coragem de educar o seu filho. Mas lembre-se que alguém vai sempre impor regras, e ele vai questioná-la por que não foi você quem fez isso.

Consultoria Ana Carolina Rodrigues Marangon, professora da Escola de Aplicação da USP; 

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.