O que fazer quando o seu filho(a) sofre com as dificuldades de fazer amigos?

Conversamos com especialistas para saber como agir quando as crianças encontram obstáculos ao fazer amigos e se socializar

None
Foto: reprodução/ Shutterstock Images

por Redação Alto Astral
Publicado em 28/08/2017 às 18:59
Atualizado às 13:44

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Você sente que seu filho(a) não está conseguindo fazer amigos? Anda isolado? Pois é, há crianças com grande dificuldade de socialização. Elas até criam laços de amizade com um ou outro colega, mas tendem ao isolamento. Mais tarde, fazer parte de um grupo se torna uma missão cansativa e muitos se limitam aos contatos pela internet. Para a psicopedagoga Maria Irene Maluf, é preciso investigar se esse comportamento segue um modelo familiar e buscar ajuda especializada para que os jovens não cheguem na vida adulta e profissional com restrições e bloqueios para se relacionar.

Tribos, turmas e amigos

A adolescência é uma fase importante para o filho treinar a autonomia e se afastar da dependência social dos pais. “Apesar da supervisão familiar, indispensável para garantir um amadurecimento saudável, cabe aos pais deixar que o jovem vivencie algumas experiências decepcionantes e outras bem-sucedidas para aprender a discernir quais companhias lhe convém”, explica a especialista.

Como ajudar

Respeite a individualidade: não é porque você é sociável que seu filho deve ser do mesmo jeito. Não imponha determinadas amizades: “temos que conviver com todo tipo de pessoa e essa proteção excessiva acaba tirando a oportunidade de aprender a se defender e a selecionar os amigos”, garante Maria Irene. Ensine a diplomacia social: isso ocorre quando você sabe ceder, procura conciliar, entender e respeitar o outro. Sem essa educação social, ninguém se dá muito bem com quem quer que seja.

LEIA TAMBÉM:

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.