ESTILO DE VIDA

Fertilização: a alternativa para sonho da maternidade

Entenda as causas e os tratamentos possíveis, como a fertilização artificial, para realizar o grande sonho da maternidade

None
A fertilização assume papel principal em caso de problemas para engravidar naturalmente. (Foto: iStock/Getty Images)

por Redação Alto Astral
Publicado em 04/09/2018 às 12:22
Atualizado às 17:44

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Há várias causas que dificultam a gravidez e, embora o diagnóstico assuste muita gente, a medicina já conta com diversos tratamentos para ajudar quem deseja gerar um bebê, como a fertilização. “Nunca desistam dos seus sonhos. O diagnóstico de infertilidade é difícil, mas a busca por ajuda médica especializada traz hoje grandes chances de sucesso”, explica Leonardo Matheus Ribeiro Pereira, ginecologista e obstetra da equipe da clínica Pró-Criar de Belo Horizonte.

Causas mais frequentes
• Obstrução nas tubas uterinas: a tuba uterina serve com uma ponte entre o óvulo e os espermatozoides e qualquer obstrução desse caminho faz com que não ocorra o encontro dos gametas, impedindo a fertilização.
• Problema masculino: é traduzido pela baixa no número de espermatozoides ou na qualidade deles.
• Problemas de ovulação: o óvulo precisa ser liberado para ser fertilizado pelo espermatozoide, porém, algumas mulheres não conseguem produzi-los e liberá-los.
• Endometriose: acontece quando há o crescimento endométrio (tecido da parte de dentro do útero) em órgãos fora do útero, como pelve, ovários, intestinos e bexiga.

Tratamentos
• Coito programado: geralmente oferecido aos casais em que a mulher apresenta problema de ovulação. Consiste na prescrição de medicação (hormônios) que estimulam a ovulação acompanhada por ultrassom.
• Inseminação intrauterina (IIU): estímulo dos ovários com hormônios e acompanhamento por meio de ultrassom. No momento próximo de ocorrer a ovulação ou expulsão do óvulo pelo ovário e captação deste pelas tubas, é feita a instalação dos espermatozoides selecionados dentro do útero da mulher com uma seringa acoplada a um cateter.
• Fertilização in vitro: estimulação dos ovários com hormônios com o objetivo de aumentar a produção de óvulos. Essa produção é acompanhada por exame de ultrassom e, quando a mulher está próxima de ovular ou os óvulos serem expulsos pelo ovário, é feita a coleta destes com uma agulha. Os óvulos, então, são enviados para o laboratório onde se realiza a fertilização. Após ficar “pronto”, o embrião é inserido dentro do útero da mulher para gerar uma gravidez.

VEJA TAMBÉM:

Texto: Daniela Andrioli/Edição: Luis Felipe Silva

TAGS