Famosos bipolares: conheça as personalidades quem convivem com o transtorno

Demi novato, Carrie Fisher, Virginia Woolf e Van Gogh são alguns dos bipolares famosos em áreas como a música, a pintura e a literatura

None
O pintor teve episódios críticos, em um deles decepou a própria orelha. Foto: Reprodução

por Redação Alto Astral
Publicado em 24/02/2017 às 13:03
Atualizado às 13:31

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Pesquisadores do Karolinska Institutet, na Suécia, analisaram o histórico de cerca de 1,2 milhão de pacientes e seus familiares e confirmaram a hipótese de que pessoas com bipolaridade são mais criativas. Segundo essa pesquisa, o transtorno bipolar é mais comum em pessoas que desenvolvem a “veia” artística como pintores, escritores e músicos. Conheça, a seguir, alguns famosos bipolares.

Na pintura

Dia 30 de março foi escolhido para ser o Dia Mundial do Transtorno Bipolar e também é o aniversário de Van Gogh, artista impressionista holandês, que teria sido bipolar. Várias crises, o decepamento de sua orelha e o suicídio são fortes indícios, porém ainda há divergências sobre o transtorno bipolar ou borderline, doença que torna o indivíduo inseguro e compromete as relações sociais.

van

O pintor teve episódios críticos e, em um deles, decepou a própria orelha. Foto: Reprodução

Na literatura

Adeline Virginia Woolf foi uma escritora britânica. Escreveu obras como “Rumo ao farol” e “As ondas”. Suicidou-se aos 59 anos jogando-se no rio Ouse, com o casaco cheio de pedras. Katerine Koutsantoni escreve sobre a bipolaridade de Virginia em um artigo publicado, em janeiro de 2012, intitulado “Depressão maníaca na literatura: o caso de Virginia Woolf”. No artigo, ela cita as as crises da escritora, que começaram cedo e foram se intensificando durante a vida, até que ela, conforme a carta que escreve para o marido, sente que vai enlouquecer e decide se matar.

virginia

No filme “As horas” a vida da escritora foi retrata e sua bipolaridade exposta. Foto: Reprodução

No cinema

Carrie Fisher, a eterna Princesa Leia dos filmes “Star Wars”. A atriz, que também sofria de transtorno afetivo bipolar, ganhou em 2016 da Universidade de Harvard um prêmio pelo seu “humanismo cultural” e por falar com franqueza sobre o vício e a doença mental que fizeram avançar o discurso público. Carrie também era viciada em analgésicos e em cocaína.

carie fisher

A Princesa Leia se envolveu com drogas, fato nada incomum para bipolares. Foto: Reprodução

Na música

Outra personalidade que figura entre os famosos bipolares é Demi Lovato, que começou sua carreira aos 9 anos, e é famosa no mundo todo, especialmente entre jovens e adolescentes e tem o transtorno. “Eu acho que [meu propósito na Terra] é alertar as pessoas e ampliar a consciência sobre um problema que muitas pessoas não falam a respeito”, disse ela à revista “People”.

demi novato

A cantora Demi Novato descobriu cedo o diagnóstico de bipolar. Foto: Reprodução

Consultoria: artigo: “Depressão maníaca na literatura: o caso de Virginia Woolf”, pesquisa realizada no Karolinska Institutet

Texto: Jussara Tech

LEIA TAMBÉM:

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.