ESTILO DE VIDA

Exercícios físicos previnem a osteoporose

A prevenção da osteoporose por meio dos exercícios físicos precisa começar desde cedo. Descubra o que os exercícios podem fazer para afastar a doença!

None
FOTO: Shuttesrtock

por Redação Alto Astral
Publicado em 15/08/2016 às 19:02
Atualizado às 21:00

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Além de emagrecer, tonificar os músculos e turbinar a capacidade cardiorrespiratória, a prática de atividades físicas regulares ajuda a afastar o desgaste ósseo, sabia? “Os médicos recomendam exercícios de acordo com o condicionamento físico de cada um, e a prevenção da osteoporose por meio delas precisa começar cedo. A adolescência é o período mais importante de aquisição de massa óssea, portanto, atividades como caminhada, corrida e prática de esportes devem estar presentes desde a infância”, explica o educador físico Marcos Paulo Rosmaninho.

Na vida adulta, exercícios para fortalecer a massa muscular não devem faltar. “A musculação, se bem realizada, melhora o condicionamento físico, restaurando a função muscular e não sobrecarregando a articulação. Fortalecer a massa muscular retarda a perda de massa óssea, que acontece de 10% a 15% dos 25 aos 60 anos”, afirma Rosmaninho.

esteoporose-atividades-fisicas

FOTO: Shuttesrtock

Saiba mais!

5 mitos e verdades sobre exercícios físicos

Benefícios do cálcio para a sua saúde

Couve ajuda a fortalecer os ossos

Conheça melhor a osteoporose

Embora comumente manifestada nas mulheres, a osteoporose também pode acometer a população masculina, sendo mais comum o seu aparecimento após os 65 anos. A perda da densidade óssea que caracteriza o distúrbio dá-se por conta da diminuição de um hormônio feminino chamado estrógeno, que também está presente no organismo masculino – porém, em menor quantidade.

Ele é o responsável por manter os ossos estáveis, por meio da conservação do cálcio – mineral essencial para a formação óssea. Logo, com a estrutura óssea prejudicada, aumenta o risco da obtenção de fraturas, que podem tornar-se frequentes. “A osteoporose é uma doença silenciosa, não tem sintomas e não dói. Uma de suas consequências é a fratura vertebral sem trauma, espontânea, silenciosa, que encurta a coluna da mulher levando-a a ficar com menos altura”, explica o ginecologista Sérgio dos Passos Ramos.

Consultoria Sérgio dos Passos Ramos, ginecologista; Marcos Paulo Rosmaninho, educador físico