ESTILO DE VIDA

Sofre de insônia? Pratique exercícios!

Quem sofre de insônia pode passar horas e horas rolando de um lado para o outro na cama, mas você sabia que os exercícios são um aliado do sono? Confira!

None
Foto iStock.com/Getty Images

por Redação Alto Astral
Publicado em 09/08/2016 às 20:00
Atualizado às 21:01

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Com o estresse diário, rotina cheia e o uso de eletrônicos durante longos períodos, o sono acaba sendo prejudicado, causando, muitas vezes, insônia. Mas, para quem sofre com esse problema, é possível encontrar nos exercícios físicos verdadeiros aliados. Como? Consultamos especialistas que tiraram todas as dúvidas sobre o assunto. Confira!

mulher se espreguiçando perdão faz bem para o sono fadiga

FOTO: iStock/Getty Images

Invista!

Segundo Alice Amaral, médica especialista em nutrologia e medicina do exercício e esporte, os exercícios físicos são poderosos para quem sofre de insônia. O motivo? Além do efeito relaxante da atividade física, ela induz a liberação da serotonina, que é precursora da melatonina, considerada o hormônio do sono. “Estudos mostram que o exercício físico ajuda a diminuir os níveis de cortisol, aumenta a produção de endorfina – o que melhora a qualidade do sono –, e libera neurotransmissores, como a dopamina e a serotonina”, explica a profissional.

Na hora certa

Durante a prática da atividade física ocorre a queda do nível de cortisol, que é um hormônio nocivo que age provocando a morte neuronal e também o aumento do peso corporal. “Ele é produzido em excesso pelo corpo quando o indivíduo se encontra em situações de estresse, ansiedade ou raiva”, ensina Alice. Dessa forma, a questão do horário é bastante individualizada. “Temos também o chamado relógio biológico, ou seja, existe uma determinada hora do dia em que você se sente melhor e mais disposto à prática de exercícios. Devemos, também, levar em conta a nossa disponibilidade de horário”, alerta a médica.

Os mais indicados

homem e mulher correndo

Foto iStock.com/Getty Images

A recomendação dos especialistas é praticar uma atividade física que proporcione prazer. “A atividade aeróbica é indicada por ser a que mais libera endorfina, substância que causa aumento da disposição, alívio de dores e melhora do sistema imunológico, além de ajudar na qualidade do sono”, conta a profissional. Contudo, o neurologista Daniel Schachter, faz uma sugestão: de preferência, tente praticar as atividades físicas ao ar livre e com exposição à luz natural do dia.

Substituto?

Quando a pessoa dorme mal, mas faz atividade física no dia seguinte, é possível recuperar os prejuízos causados no organismo pela falta de sono. “Praticar atividade física ao ar livre depois de uma noite mal dormida pode diminuir o cansaço e aumentar a sensação de bem-estar, desde que o indivíduo em questão já esteja bem condicionado fisicamente e que a privação de sono não tenha sido muito grande ou não seja muito frequente”, conta Daniel. Mas, fique atento, pois os exercícios nãodevem ser encarados como uma forma de substituir o descanso, já que uma boa noite de sono é fundamental para a promoção da saúde.

Saiba mais:

5 mitos e verdades sobre exercícios físicos

10 sinais de que você não está tendo um bom sono

Saiba o que acontece durante o sono dos animais

Texto Amanda araújo e Larissa tomazini     Consultoria Alice Amaral, médica especialista em nutrologia e medicina do exercício e esporte pela Associação Médica Brasileira, Associação Brasileira de Nutrologia e Sociedade Brasileira de Medicina do Esporte; Daniel Schachter, membro da Academia Brasileira de Neurologia e neurologista do São Vicente de Paulo (RJ)