Raciocínio rápido: saiba como estimular essa capacidade

Ter um raciocínio rápido pode facilitar diversas tarefas no seu dia a dia, seja no trabalho ou na escola. Descubra como manter essa capacidade turbinada

None
FOTO: iStock.com/Getty Images

por Redação Alto Astral
Publicado em 24/01/2017 às 09:08
Atualizado às 12:28

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

A ciência já descobriu que o cérebro está sempre ligado, a qualquer momento. Seja em uma atividade que demanda mais de suas habilidades (como o uso do raciocínio para a resolução de uma prova) ou que apenas receba informações do ambiente (assistir a um filme no cinema), ele está sempre em funcionamento.

mulher morena pensando raciocínio

FOTO: iStock.com/Getty Images

No stress

Por mais perfeita que essa “máquina” possa parecer, alguns fatores interferem em seu bom desempenho. O neurologista Martin Portner indica dois aspectos essenciais para um raciocínio rápido: a experiência (o estudo, a prática, o treinamento e a memorização) e o autocontrole emocional. “Autocontrole significa ser capaz de controlar a reação fisiológica de estresse que se estabelece naturalmente quando somos desafiados por um problema”, revela.

Ou seja, se seu cérebro está sobrecarregado por conta das altas demandas do trabalho ou por longas horas de estudo, seu raciocínio não vai funcionar bem. “Mas com habilidade e controle do estresse, temos as condições essenciais para um raciocínio rápido”, indica o neurologista.

Atenção!

Além do estresse, a distração também interfere nessa capacidade de pensar. “Assim, mais superficiais são nossas reflexões e mais propensos estamos a cometer erros”, indica Solange Jacob, diretora pedagógica nacional do método SUPERA – ginástica para o cérebro.

Se não há atenção o suficiente, não ocorre um bom raciocínio e, consequentemente, um bom aprendizado. Além do cansaço, que pode provocar sonolência e, consequentemente falta de atenção, Solange aponta que “o uso de substâncias psicoativas e álcool interferem na capacidade de pensar logicamente”. A coordenadora pedagógica ainda lembra que as atividades de baixa complexidade, como apenas assistir a televisão por muito tempo, representam riscos que podem gerar um declínio cognitivo.

Receita para um raciocínio rápido?

Porém, Solange lembra que “não existe receita mágica do tipo: faça isso para acontecer aquilo, nem que impeça o declínio cognitivo. Um estilo de vida saudável, mentalmente estimulante e participante parece ser o mais importante para o bem de nosso raciocínio”, finaliza.

LEIA TAMBÉM

Texto: Ricardo Piccinato – Edição: Giovane Rocha/Colaborador

Consultorias: Martin Portner, neurologista mestre em neurociência pela Universidade de Oxford; Solange Jacob, diretora pedagógica nacional do Método SUPERA – Ginástica para o Cérebro

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.