Equilibre a acidez do corpo para emagrecer sem sofrer!

Especialista ensina como perder peso equilibrando a acidez do organismo. Acredite, você nunca mais vai engordar!

None
ShutterStock

por Redação Alto Astral
Publicado em 13/07/2016 às 16:17
Atualizado às 21:02

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Para emagrecer equilibrando a alimentação, é preciso saber o que é pH e como ele age no corpo. O termo indica o nível de acidez do organismo, que pode estar ácido ou alcalino. “O pH 7,0 é neutro. Os valores acima disso caracterizam um pH alcalino. Já os índices inferiores indicam um pH ácido. Nosso sangue é ligeiramente alcalino, e a mínima acidificação, causada por uma alimentação errada, altera o funcionamento do corpo, dificultando a perda peso e causando desequilíbrios, que podem resultar em diversas doenças”, esclarece a nutricionista Elaine Pádua. Isso acontece porque as células precisam receber oxigênio e nutrientes do sangue para trabalhar de forma eficiente, eliminando as toxinas do corpo. Mas essa desintoxicação só é possível se o organismo estiver mais alcalino do que ácido. “Quando balanceamos o que comemos, acontece a limpeza do nosso corpo, a renovação constante das células e uma melhordigestão. Dessa forma, o metabolismo (queima de calorias) fica mais acelerado e a perda de peso acontece de maneira natural”, completa a nutricionista.

Alcalinos X Ácidos

É preciso esclarecer que o sabor do alimento não tem relação com as suas propriedades. Por exemplo, o limão, embora seja azedinho, é alcalino. Isso também acontece com o leite que, mesmo tendo um sabor suave, produz resíduos ácidos em nosso organismo. O que ocorre, na verdade, é que o pH produzido pelos alimentos tem ligação direta com os seus componentes. Os alcalinos são compostos por minerais como magnésio, sódio, potássio, cálcio, manganês e ferro. Já os ácidos, possuem cloreto, iodo, fósforo e enxofre. “Os alimentos ricos em proteínas, como os de origem animal, possuem enxofre e fósforo, formando resíduos ácidos. Já as frutas e as hortaliças, por exemplo, são fontes de sódio, potássio e magnésio”, ressalta Elaine.

mulher segurando alimentos

ShutterStock

Saiba mais

5 dicas para incluir legumes na alimentação

6 alimentos termogênicos que detonam gordura

Transforme alimentos calóricos em opções saudáveis

Quando ingerimos alimentos ácidos (e não equilibramos com alcalinos):

• O metabolismo desacelera, o que dificulta a queima de calorias
• A vontade de comer fora de hora só aumenta
• Ocorre o envelhecimento precoce das células
• Os níveis de açúcar no sangue ficam desregulados, impedindo a perda de peso
• É favorecido o estoque de gorduras, principalmente na barriguinha

Quando equilibramos nossa alimentação com alimentos alcalinos:

• Ocorre a produção do hormônio leptina, responsável pela sensação de saciedade
• O metabolismo acelera e o emagrecimento se torna mais fácil e rápido
• Acontece o combate aos radicais livres, impedindo a resistência à perda de peso
• A desintoxicação eliminará as toxinas e as gorduras do organismo, secando medidas
• Há a prevenção da osteoporose, da perda muscular e da hipertensão

O acúmulo de toxinas é, hoje em dia, um dos maiores responsáveis pelo excesso de peso e pela falta de qualidade de via

tabela de alimentos ácidos e alcalinos

ShutterStock

Lista de compras

Alimentos ácidos

• Café  • Açúcar  • Refrigerante e bebidas com gás  • Bebidas alcoólicas  • Leite de soja  • Queijo  • Óleo de soja  • Ketchup  • Mostarda  • Carne vermelha  • Carne de porco  • Peixe e frutos do mar  • Cereais refinados  • Amendoim  • Milho  • Vinho branco e tinto  • Lasanha  • Macarrão   • Avelã  • Grãos de soja  •Sal de cozinha  • Ovos  • Alimentos industrializados

Alimentos alcalinos

• Sal marinho  • Alho  • Orégano  • Alecrim  • Limão  • Lima  • Castanha-de-caju  • Lentilha  • Azeitona verde  • Aipo  • Abóbora • Rabanete  • Couve  • Melão  • Brócolis  • Repolho  • Maçã  • Mamão  • Kiwi  • Chá verde e outros chás de ervas  • Uva • Ameixa umeboshi  • Damasco  • Amêndoas  • Cereais integrais  • Abacaxi  • Espinafre

Consultoria: Elaine Pádua, nutricionista

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.