Será que suas emoções podem deixá-lo doente? Especialistas respondem!

É comum um certo preconceito quando não há exames laboratoriais que comprovem a existência de uma doença. Porém, as emoções podem influenciar sua saúde.

None
Foto: ThinkStock.com/Getty Images

por Redação Alto Astral
Publicado em 04/04/2017 às 09:42
Atualizado às 13:40

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Provavelmente, você já deve ter sentido os músculos na região do pescoço doloridos após um dia estressante, ou, pelo menos, conhece alguém que teve o problema. Mas esse não é o único sintoma que o estresse, a ansiedade, a tristeza ou outras emoções podem causar. Muitos problemas no trabalho, um relacionamento conturbado ou qualquer outro tipo de insatisfação também afetam o organismo.

Segundo a psicopedagoga Vanessa Cristina Guilhermon Rodrigues, se os sintomas emocionais se acumulam e a pessoa não busca um tratamento adequado, como a psicoterapia, pode ocorrer a somatização destes sintomas e resultar em alterações físicas (que não podem ser comprovadas por meio de exames). Além disso, quando o grau de estresse e ansiedade é muito grande, existe a possibilidade de que os problemas psicológicos interfiram no organismo, trazendo doenças que podem ser comprovadas, como gastrite, enxaqueca e até mesmo Alzheimer.

É possível o surgimento de algumas doenças em decorrência das emoções

As emoções podem influenciar na saúde física. Foto: Shutterstock

Não é frescura!

Quando o corpo é alvo de diversos sintomas que não são explicados por exames correspondentes a um problema metabólico ou a um desequilíbrio fisiológico, a alteração é considerada somática. Isto é, os sintomas de fato existem, mas estão sendo causados por problemas emocionais. A psicóloga Rosana Machado explica que esses sintomas podem ter sua origem nos pensamento e emoções fortes que desequilibram o lado emocional. Dessa forma, quem pode ajudar são profissionais como psicólogos, contribuindo para tratar e identificar a causa, e psiquiatras receitando medicamentos que combatem o efeito, como ansiolíticos e antidepressivos.

Dá para comprovar!

Ao contrário das doenças somáticas, as psicossomáticas podem ser provadas por meio de exames clínicos, já que as emoções desencadeiam reações no organismo. A psicóloga Karine Rodrigues explica que, nesse caso, existe uma causa física para que os sintomas estejam acontecendo, porém, essa doença física tem uma origem na mente. As doenças mais comuns são: asma, gastrite, herpes, vitiligo e dermatite. A gastrite é um dos casos mais comuns derivadas das emoções que, se não tratada, pode causar ainda refluxo gástrico e, em caso mais severos, até uma úlcera.

As emoções devem ser tratadas com atenção, pois podem desencadear problemas mais sérios.

Cuidar da saúde mental favorece o bem-estar geral. Foto: Pressfoto/Freepik

O outro lado

Quando o corpo está doente, é possível que ele contribua para uma mente adoecida. Muita dor, problemas em fazer atividades cotidianas, (como alguém que quebrou a perna) ou casos ainda mais graves como o de um paciente com câncer podem gerar alterações de humor, indisposição, ansiedade ou depressão. Isso ocorre devido a rotina afetada no caso da perna quebrada  e a angustia referente ao longo tratamento no caso do câncer.

Ainda hoje, é comum um certo preconceito quando não há exames laboratoriais que comprovem a existência da doença. Por isso, é importante entender que uma avaliação clínica, feita por um psiquiatra, também é um diagnóstico. Portanto, acabe de vez com o preconceito.

Texto Redação Alto Astral

Consultoria: Karina Rodrigues e Rosana Machado, psicólogas, Vanessa Cristina Guilhermon Rodrigues, psicopedagoga

LEIA TAMBÉM:

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.