ESTILO DE VIDA

Arroz e feijão pode ser a combinação perfeita para a dieta

Está mais do que comprovado que arroz e feijão não só não engordam como ajudam a emagrecer. Aposte nessa combinação deliciosa para a dieta.

None
Foto: iStock.com/Getty Images

por Redação Alto Astral
Publicado em 08/09/2016 às 18:20
Atualizado às 14:46

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Não dá pra pensar em comida sem lembrar de um belo prato de arroz e feijão, mesmo assim, algumas dietas restringem o consumo dessa combinação tipicamente brasileira. A refeição com arroz e feijão, porém, pode representar uma arma poderosa para quem quer emagrecer.

Primeiro porque a dupla é rica em fibras, o que mantém o estômago cheio por mais tempo, retardando a fome; segundo porque ela é capaz de liberar glicose aos poucos no sangue, o que evita a produção excessiva de insulina, hormônio que favorece o estoque de gorduras e o aparecimento de doenças como a diabete.

A seguir, confira os tipos mais conhecidos de arroz e feijão e invista naqueles que mais agradam seu paladar sem medo de atrapalhar a dieta.

Arroz, feijão e tomates frescos à mesa

Foto: iStock.com/Getty Images

Arroz

É classificado de acordo com seu tamanho e formato, podendo ser curto, médio ou longo. A diferença é que os curtos costumam ser úmidos e os longos ficam mais soltinhos quando cozidos.

Agulha: é o mais comum da culinária brasileira. É branco e ligeiramente polido.

Parboilizado: seus nutrientes são transferidos para a parte interna dos grãos após um tratamento em água fervente. É mais nutritivo e rápido de preparar que o arroz branco, apresentando uma densidade cremosa.

Arbório: bastante utilizado no preparo de risotos, seus grãos são amarelados, arredondados e com textura cremosa. Durante o cozimento, ele libera amido na água, ficando com uma aparência empapada.

Basmati: arroz de grãos longos, ele é típico das culinárias indiana, italiana, portuguesa e espanhola. É levemente perfumado e muito saboroso.

Tailandês: também conhecido como jasmim, tem aparência grudenta e possui aroma agradável e bastante característico.

Integral: fonte de fibras, vitaminas e minerais, é muito utilizado pelos adeptos das dietas. No entanto, possui as mesmas calorias que o arroz branco. Pode ser encontrado em grãos longos ou curtos.

SAIBA MAIS

9 maneiras de acrescentar fibras à sua refeição

5 hábitos que estragam as dietas!

Compra magrinha: economize na hora da dieta

Feijão

Um único brasileiro é capaz de comer até 13kg de feijão por ano! A boa notícia é que esse grão é um dos vegetais mais ricos em vitaminas do complexo B e proteínas, e proteínas tem tudo a ver com emagrecimento, já que elas dão saciedade, além de ajudar na queima de gordura. No Brasil, são cultivados vários tipos de feijão, como o rajado, carioquinha e fradinho. Mas para melhor orientá-la, procuramos diferenciá-los por meio de sua coloração.

Feijão-preto: tipo mais popular no Brasil, é utilizado no preparo da feijoada e do tutu mineiro.

Feijão-roxo: ótimas opções para sopa e cozidos.

Feijão-branco: suave, é ideal para sopas e receitas de forno. “Também auxilia na queima de gordura”, explica a nutricionista Daniela Jobst.

Texto: Viviane de Gênova/Colaboradora | Consultoria: Ângela Cardoso e Daniela Jobst, nutricionistas; livro Ingredientes, de Loukie Werle e Jill Cox, Editora Könemann