ESTILO DE VIDA

Efeito sanfona: por que as pessoas emagrecem e engordam várias vezes?

A explicação para o fenômeno das pessoas que emagrecem e engordam várias vezes está na defesa do organismo! Entenda melhor clicando aqui

None
Foto: Reprodução/Pixabay

por Redação Alto Astral
Publicado em 09/12/2016 às 09:48
Atualizado às 20:54

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Por que o efeito sanfona existe? Como explicar os casos de pessoas que emagrecem e engordam sucessivas vezes? Na tentativa de alcançar a boa forma física, há quem, em um primeiro momento, até consiga reduzir as medidas e fazer as pazes com o espelho. Uma pequena vitória em meio a uma guerra contínua, pois manter-se magro passa a ser um novo desafio, tão difícil quanto chegar lá.

Caso você se enquadre nessa situação, saiba que tal alternância de peso é um fenômeno comum nas sociedades urbanas modernas. “O maquinário de economia energética do ser humano está programado para nos defender da falta de alimento. Quando perdemos peso, principalmente em dietas rígidas demais, nosso organismo imagina que vamos morrer de inanição. Por isso,  tenta nos proteger facilitando o ganho de peso, incentivando-nos a procurar comida e fazendo-a ser armazenada com mais facilidade”, descreve Daniela Fernandes, professora de pós-graduação médica em endocrinologia.

barriga calça larga emagrecem e engordam

Para as pessoas que emagrecem e engordam sucessivas vezes, a dica é: equilíbrio! (Foto: Reprodução/Pixabay)

O perigo de uma redução drástica na alimentação é que ela provoca diminuição dos níveis de leptina no sangue, hormônio que envia ao cérebro sinais de saciedade. Ao mesmo tempo, ocorre um aumento da grelina, que tem justamente a função de estimular o apetite. O equilíbrio entre ambos está relacionado à taxa de metabolismo basal, a quantidade mínima de energia (calorias) exigidas pelo corpo para manter seu funcionamento normal em estado de repouso.  Essa taxa pode variar de acordo com fatores como sexo, idade e nível de atividade física.

Submeter-se sucessivamente a programas alimentares restritivos faz com que a taxa de metabolismo basal progressivamente diminua. Isso significa uma tendência maior no organismo de acumular peso no futuro. “Quanto mais radicais as dietas, tanto em termos quantitativos (número de calorias), quanto qualitativos (uso de gordura, proteína e carboidrato de forma balanceada ou não), maior é a chance de ocorrer o efeito sanfona”, avisa Daniela Fernandes.

LEIA TAMBÉM

Texto: Redação Alto Astral/ Edição: Érika Alfaro/ Consultoria: Daniela Fernandes, professora de pós-graduação médica em endocrinologia