Saúde auditiva: saiba mais sobre as dores de ouvido e veja como se prevenir

O ouvido merece atenção, pois uma simples dor de ouvido pode se tornar um grande problema. Além disso, é importante ter alguns cuidados!

None
A dor de ouvido é uma infecção e de fácil tratamento Foto shutterstock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 12/05/2017 às 10:21
Atualizado às 13:47

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

A dor de ouvido é um problema que afeta crianças e adultos. Ela pode estar associada a doenças do próprio órgão ou distúrbios em estruturas próximas ou mais distantes. Merece atenção, pois pode ser acompanhada de febre moderada, dor de cabeça e surdez momentânea. Confira a seguir algumas dicas!

mulher com dedo no ouvido

Muitas vezes é uma dor bastante incômoda. FOTO: Shutterstock.com

Previna-se

  • Evite introduzir no ouvido cotonetes, ganchos de cabelo ou o dedo
  • Assoe uma narina de cada vez
  • Evite o cigarro, pois o fumo passivo aumenta o risco de obstrução da Tuba de Eustáquio

Quando de causa otológica (doenças do próprio ouvido), a dor de ouvido pode derivar de: Otite externa aguda (infecção na pele do canal do ouvido); Otite média aguda (infecção no ouvido médio causada por bactérias e por vírus); Tumores de ouvido (bem menos frequentes, as dores que sinalizam este tipo de problema são intensas, o paciente tem uma diminuição da audição e acontecem algumas secreções do ouvido).

Se não otológica (provocada por distúrbios noutras estruturas orgânicas) as causas podem ser as mais variadas. A mais comuns é a obstrução da Tuba de Eustáquio (posicionada entre a parte posterior do nariz até ao ouvido médio). Esse bloqueio pode desencadear otites, alergias, constipações ou sinusites. Mudanças da pressão do ar, excesso de cera, problemas nos dentes ou trauma no próprio local podem causar dores.

mulher ouvindo música

Existem alguns fatores, como o uso de excessivo de fones, que podem trazer alguns danos à audição. FOTO: Shutterstock.com

Fatores de risco

  • Som alto de televisão e eletrodomésticos podem causar algum grau de surdez
  • No trabalho, ouvir determinado barulho por várias horas pode trazer algumas consequências. Por isso, é importante que o funcionário use um protetor de ouvido
  • Os fones de ouvido são grandes vilões. Por serem usados muito próximos ao ouvido e em volume além do permitido acabam causando danos
criança passando por uma consulta

É comum as crianças serem afetadas por algum tipo de infecção, principalmente por conta do ouvido ser mal seco após o banho. FOTO: Shutterstock.com

Quando os pequenos são afetados

A infecção no ouvido causada por vírus ou bactéria. O bebê passa a chorar intensamente, ter insônia, irritação, febre e até diarreia. Nas crianças mais velhas, fica fácil notar uma queda de audição. Quando não tratada, algumas bactérias podem atingir as meninges e atrapalham o desenvolvimento da fala.

Prevenção: não permita que caia água dentro do ouvido do bebê durante o banho. Manter sua cabecinha acima da linha do corpo durante as mamadas também evita que o leite escorra para os seus ouvidinhos. Evite também o uso de cotonetes.

Tratamento: dependendo da bactéria, o tratamento pode se dar com antibióticos e descongestionantes nasais. Em casos extremos, é necessário fazer uma cirurgia para promover a saída do líquido preso no canal do tímpano. Para aliviar a dor do bebê, a mamãe pode fazer compressas quentes e oferecer antitérmicos.

Leia também: