Dor de garganta? Confira as causas e como tratar!

Muito comum, ainda mais no frio, a dor de garganta pode ser bastante incomoda. Mas você sabia que é possível preveni-la? Confira algumas recomendações!

None
FOTO shutterstock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 19/06/2017 às 11:00
Atualizado às 11:54

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Com  a chegada do frio, alguns problemas de saúde típicos da época surgem: a dor de garganta (local onde se inicia o tecido imunológico, grupo de células responsável pela defesa do corpo), por exemplo. Ela pode ser causada por vírus (mais comum na gripe), bactérias e fatores ambientais.

No primeiro caso, os vírus se multiplicam no nariz e depois atingem a faringe. Esse tipo de dor de garganta é facilmente transmitido por contato pessoal, tosse ou espirro. Nas bacterianas, um micro-organismo que já reside na garganta se torna nocivo quando a pessoa está com a imunidade baixa, gerando dor, vermelhidão, rouquidão e placas de pus sobre as amígdalas (amigdalite).

exame

Muitas doenças podem ser responsáveis pela dor de garganta FOTO: shutterstock.com

A poluição do ar dentro de casa também pode causar dor de garganta: fumo, poeira, pólen e mofo podem irritar a faringe. No meio ambiente, o ar seco e poluído, os gases emitidos pelos veículos e vapores químicos industriais são os principais inimigos da garganta saudável.

Como tratar?

Normalmente, é só começarem os sintomas para que muitas pessoas utilizem analgésicos, anestésicos como sprays e pastilhas, anti-inflamatórios e até antibióticos por conta própria. A maioria desses remédios, além de causar alívio apenas temporário, pode provocar reações como alergias e diarreias. A melhor recomendação é: ingerir bastante líquido, ter uma alimentação equilibrada e bons hábitos de sono são os melhores remédios para a prevenção da dor de garganta. Se os sintomas aparecerem, é claro que você deve procurar  um médico para tratá-los corretamente.

Outros problemas

Em um primeiro momento, deve-se tratar apenas os sintomas, com antitérmicos, analgésicos e alimentos que aumentam a imunidade, na expectativa de que o organismo vença a atuação do vírus. Se essas orientações vêm de um médico, é preciso ter um pouco de paciência para avaliar a melhora (ou não) do paciente. Caso o quadro de inflamação não regrida e o indivíduo continue se sentido mal, depois desse período, antibióticos entram em ação para combater o problema.

  • Amigdalite: é uma inflamação que ocorre nas amígdalas, estruturas pequenas e arredondadas localizadas no fundo da boca. Também chamadas de amígdalas palatinas, têm a função de proteger o organismo de infecções e de colaborar com a produção de anticorpos que aumentam sua imunidade
  • Laringite: é uma infecção que ocorre na estrutura pela qual o ar inspirado pelo nariz chega aos pulmões. Na maioria das vezes, causa rouquidão, perda da voz e dificuldade de respiração, mas não provoca dores
  • Faringite: seu tratamento depende do que a causou. Se for viral, apenas os sintomas serão administrados, fortalecendo as defesas do organismo, seja por meio da alimentação ou suplementos. Mas se o diagnóstico for de uma faringite bacteriana, então, é preciso entrar com antibióticos específicos para cada caso
Texto Redação Alto Astral

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.