Dor de garganta: causas, diagnóstico e tratamento

Diga ahh e conheça as dores que podem atingir diferentes pontos na garganta, cada uma caracterizando um tipo de infecção: amigdalite, faringite e laringite!

None
Foto: Shutterstock Images

por Redação Alto Astral
Publicado em 27/07/2016 às 15:02
Atualizado às 11:26

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

A garganta é o local onde se inicia o tecido imunológico, grupo de células responsável pela defesa do corpo. Ao inspecionar o que entra, entre uma limpeza e outra, pode ocorrer uma batalha contra possíveis invasores – seja vírus ou bactérias. Esses elementos podem comprometer toda a região, principalmente pela boca ser uma porta de entrada de fácil ocupação, cau­sando a famosa dor de garganta. Porém, você sabia que a dor pode atingir 3 partes distintas da garganta caracterizando cada tipo de infecção?

AMIGDALITE

O que é: caracteriza-se por ser uma inflamação nas amíg­dalas – tecidos arredondados localizados na faringe e que podem ser vistos no fundo da garganta.

Sintomas: assemelham-se aos causados pela faringite, porém são mais localizados. O paciente pode sentir uma dor intensa,dificuldade para engolir, febre, mal-estar e aumento dos gânglios do pescoço, com dor no local. Se as amígdalas estiverem inchadas e a região avermelhada com a presença de pus significa que a infecção foi causada por uma bactéria. Você pode senti-las apalpando a região acima do pescoço, conhecida como papo.

Tratamento: são utilizados medicamentos com anal­gésicos e anti-inflamatórios para aliviar os sintomas. Já nas formas bacterianas, pode ser necessário o uso de antibióticos. Tanto o diagnóstico quanto o tratamento devem ser acompanhados por um profissional. Em casa, recomenda-se repouso, ingestão de água e gargarejo.

mulher com mão no pescoço e dor de garganta

Foto: Shutterstock Images

FARINGITE

O que é: inflamação da faringe, região do corpo que liga o nariz, a boca, o esôfago e a laringe. De acordo com o otorrinolaringologista Márcio Freitas, a faringe é a parte da garganta que con­seguimos visualizar quando se abre bem a boca. A infecção é causada, principalmente, por vírus.

Sintomas: “variam conforme a intensidade do quadro, mas, normalmente, o paciente apresenta coceira ou dor na garganta, febre e aumento dos gânglios do pescoço com dor no local”, afirma o otorrino.

Tratamento: também são utilizados medicamentos com analgésicos e anti-inflamatórios para aliviar os sintomas, além de repouso, ingestão de água e gargarejo. “Vale ressaltar que não se deve interrom­per a medicação quando os sintomas melhoram, pois pode ser provocada resistência do invasor, dificultando o tratamento”, explica Márcio.

LARINGITE

O que é: inflamação da laringe, região abaixo da faringe, onde ficam as cordas vocais. Causada, principalmente por vírus e não é possível vê-la sem a ajuda de aparelhos médicos.

Sintomas: a pessoa fica com a voz rouca ou sem voz, tosse, febre, dor local e até dificuldade respiratória.

Tratamento: assim como os outros problemas na região da garganta, são indicadosmedicamentos analgésicos e anti-inflamatórios para aliviar os sintomas. As­sim como os casos anteriores, não interrompa a medicação para que ela possa ter efeito.

exame dor de garganta

Foto: Vinicius Tupinamba / Shutterstock.com

Não tenho amígdalas, e agora?

Segundo o otorrino, quando há o au­mento exagerado dessa parte do corpo, provocando dificuldade respiratória e infecções repetidas, al­gumas pessoas fazem a ci­rurgia para a retirada das mesmas. Porém, não são todos que podem fazer o procedimento. “As princi­pais contraindicações são: deficiência imunológica, alterações na coagulação do sangue, alergias e fenda palatina curta, pois pode piorar o escape de ar e alimentos pelo nariz” explica Márcio.

Entretanto, uma dúvida que surge é: pessoas que retiraram as amígdalas poderão ter faringite ou laringite? Márcio explica que não, já que a remoção de amígdalas doentes diminui significativamente o número de infecções. “A amígdala tem a fun­ção de produzir imunoglobulinas (uma das substâncias responsáveis por nossa imunidade), porém, essa função é muito prejudicada quando elas estão doentes, o que acaba fazendo dela um foco de infecção frequente e constante”, completa.

Saiba mais:

Xaropes caseiros para afastar gripes e resfriados

Qual é o ponto fraco do seu signo na saúde?

5 alimentos que ajudam a melhorar sua imunidade no inverno

Consultoria Márcio Freitas, otorrinolaringologista Texto Julia Bacelar/Colaboradora