ESTILO DE VIDA

Doenças no ambiente de trabalho: saiba como se prevenir

Doenças no ambiente de trabalho estão ficando cada vez mais comuns por conta do estresse na rotina profissional. Veja quais são elas e saiba como evitar!

None
A síndrome de Burnout é cada vez mais comum no ambiente de trabalho | Foto: Shutterstock

por Redação Alto Astral
Publicado em 22/06/2017 às 10:43
Atualizado às 13:04

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

A longa e exaustiva rotina profissional pode oferecer riscos à saúde. Algumas doenças no ambiente de trabalho podem surgir, sendo temporárias ou crônicas. Muitas delas são relacionadas à visão, por conta do contínuo uso de computadores, e ortopédicas, pelos movimentos repetitivos das mãos, por exemplo. Antônio Luís Coelho, ortopedista do Hapvida Saúde diz que “exercícios durante a jornada de trabalho (ginástica laboral) não são garantia de que o colaborador não vai adquirir a doença, mas eles são muito importantes para a prevenção. Os procedimentos devem ser feitos diariamente e, pelo menos, mais de uma vez ao dia”. Conheça as principais doenças que podem ser adquiridas no ambiente de trabalho:

LER

A Lesão por Esforço Repetitivo (LER), ou Distúrbios Osteomoleculares Relacionados ao Trabalho (DORT), é a mais comum no ambiente de trabalho. O especialista, no entanto, ressalta que há outras formas de desenvolver o problema: “É importante frisar que a LER pode ser contraída em qualquer ambiente. As causas mais comuns são o estresse, a má postura ou até mesmo o uso excessivo de computador ou videogame. Já a DORT é quando o paciente contrai a doença por esforço repetitivo, ocasionado pelas tarefas da sua função”, explica.

Surdez

Quando o trabalhador atua em setores e ambientes com altos ruídos e/ou grande poluição sonora, acaba tendo sua audição afetada e diminuída aos poucos. Essa situação é mais comum no segmento de indústrias e obras.

Desgaste da visão

Profissionais que utilizam muito a visão são os principais alvos para esse tipo de doença. Além de cargos administrativos, que usam constantemente o computador, trabalhadores noturnos, como vigias, guardas e operadores 24h, também podem sofrer com o desgaste da visão, já que a jornada noturna exige mais esforço visual.

Outras doenças no ambiente de trabalho

Os trabalhadores também estão vulneráveis a outras doenças como hipertensão, diabetes, obesidade ou dores na coluna, e àquelas que afetam o psicológico, como depressão, síndrome do pânico e distúrbios de ansiedade. A Síndrome de Burnout, também conhecida como síndrome do esgotamento profissional, está cada vez mais presente no ambiente de trabalho em várias profissões, e é resultado de um estado de tensão emocional e estresse crônico provocado por condições desgastantes. Em todos os casos, Coelho alerta para o tratamento adequado, indicado por um especialista.

Prevenção

Para reduzir o número de casos de doenças no ambiente de trabalho e até evitar muitas delas, são indicados diversos procedimentos, como a ginástica laboral. A técnica é uma série de exercícios físicos realizados no ambiente de trabalho, durante o expediente, com o objetivo de melhorar a saúde e evitar lesões dos colabroadores por esforço repetitivo e algumas doenças ocupacionais. Segundo Coelho, nem sempre esses métodos são capazes de impedir a doença ocupacional. “Os exercícios preventivos durante a jornada de trabalho não são garantia de que o colaborar não vai adquirir a doença, mas eles são extremamente importantes para a prevenção. Os procedimentos devem ser feitos diariamente e, pelo menos, mais de uma vez ao dia”, recomenda.

LEIA TAMBÉM: