Conheça 3 doenças decorrentes da obesidade

A obesidade é um problemas grave que pode trazer consequências sérias para o organismo, como o surgimento de doenças como colesterol alto e diabetes.

None
FOTO: Reprodução

por Redação Alto Astral
Publicado em 05/10/2016 às 19:30
Atualizado às 11:43

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Independentemente da estética, estar muito acima do peso é uma questão de saúde. Os riscos oferecidos pela obesidade são muitos e, por isso, manter uma dieta equilibrada e saudável, além da prática de atividades físicas regulares, deve ser uma atitude presente no dia a dia de todas as pessoas. Mas, afinal, quais as doenças que podem surgir em decorrência da obesidade?

mulher-pesando-balanca-obesidade

FOTO: iStock e Getty Images

Pressão fora do normal

A hipertensão pode se manifestar em qualquer período da vida, ou seja, desde crianças até idosos podem desenvolver o problema. No entanto, para isso, algumas questões determinantes podem estar envolvidas.

“Não há como precisar o quanto cada fator (genética e hábitos de vida) contribui. É um conjunto. Uma pessoa cujos pais são hipertensos tem mais chances de desenvolver a doença. Já os fatores ambientais, como excesso de peso, consumo exagerado de sal, sedentarismo e dieta inadequada aumentam os riscos”, salienta a cardiologista Andrea Brandão.

mulher-gorda-deitada-sofa-comendo-peso

FOTO: Shutterstock

Distúrbios psicológicos

O isolamento social também pode ser um problema quando a obesidade se faz presente. Por conta da insatisfação com o próprio corpo, muitas pessoas acabam deixando de sair de casa ou até mesmo deixando o estilo de lado, usando apenas roupas largas para se esconderem. Com o tempo, esses problemas podem evoluir para a depressão.

mulher-gorda-obesidade-fita-metrica-medindo

FOTO: Reprodução

Diabetes

Com o excesso de gordura, as células ficam cada vez mais resistentes ao efeito da insulina. Assim, mesmo que o pâncreas produza o hormônio em quantidade suficiente, ele não consegue exercer sua função corretamente, resultando na elevação da glicemia.

Consultoria Andrea Brandão, cardiologista

LEIA TAMBÉM:

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.