Doenças: confira quais são as que mais afetam as mulheres!

Todos estão sujeitos às doenças, porém existem algumas que afetam mais mulher do que homem. Confira alguns exemplos e veja como se prevenir.

None
Foto Istock,.com/getty images

por Redação Alto Astral
Publicado em 28/11/2016 às 13:19
Atualizado às 12:48

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Em geral, as mulheres sofrem das mesmas doenças que os homens. No entanto, existem algumas que afetam com mais frequência o sexo feminino. Conheça algumas dessas doenças e previna-se!

veia com colesterol alto

Foto: Istock.com/Getty Images

Colesterol

É uma substância semelhante à gordura que funciona como fonte de energia e que é necessária ao bom funcionamento do organismo. Combinado com outro tipo de lipídeos – os triglicérides – o colesterol circula pelo nosso sangue com a ajuda das proteínas – as lipoproteínas, que podem ser de densidade mais elevada ou mais baixa. E é aqui que reside o problema. O colesterol combinado com lipoproteínas de baixa densidade (LDL) é o mau colesterol, que se acumula nas paredes das artérias. Já o bom colesterol (o das proteínas de alta densidade, HDL) contribui para eliminar os excessos através do fígado.

Obesidade

A obesidade é um conjunto de fatores/hábitos externos à pessoa que no seu conjunto promovem o acúmulo de gordura corporal promovendo a obesidade. É uma patologia que, associada à hipertensão, hipertrigliceridemia, hipercolesterolemia ou hiperglicemia se transforma num síndrome de difícil tratamento. Contudo, essa situação pode ser revertida com hábitos de vida saudáveis.

Osteoporose

É uma doença do esqueleto que se caracteriza pela diminuição da resistência óssea, tornando os ossos mais vulneráveis a fraturas. A quantidade de massa óssea é adquirida, quase na totalidade, até aos 20 anos, diminuindo a partir dos 40-45 anos de uma forma contínua em ambos os sexos e, no caso da mulher, de forma abrupta e rápida depois da menopausa. Dez milhões de brasileiros sofrem de osteoporose. Uma a cada três mulheres com mais de 50 anos tem a doença. 75% dos diagnósticos são feitos somente após a primeira fratura.

hipertensão

Foto: Istock,.com/Getty Images

Hipertensão

É a pressão que o sangue está submetido dentro das artérias. “Para entendermos melhor a pressão alta, podemos imaginar uma mangueira de borracha cheia de água à qual apertamos as extremidades. A pressão que a água fica sujeita sobe. É o que acontece nas nossas artérias quando há substâncias que as apertam como: tabaco e álcool. Se na mesma mangueira aumentarmos a quantidade de líquido no seu interior, mantendo o espaço, a pressão também sobe. É o que acontece quando consumimos sal em excesso, que atrai líquidos ao interior dos vasos. Antes dos 65 anos, as mulheres são menos afetadas, porém, quando chega a idade, o número de casos são praticamente iguais para ambos os sexos.

Epilepsia

É uma alteração na atividade elétrica do cérebro, temporária e reversível, que produz manifestações motoras, sensitivas, sensoriais, psíquicas ou neurovegetativas. Qualquer pessoa pode sofrer um ataque epilético devido a um choque elétrico, deficiência em oxigênio, traumatismo craniano, baixa de açúcar no sangue, privação de álcool ou abuso da cocaína. A epilepsia atinge mais de 50 milhões de pessoas no mundo, e cerca de 3 milhões de brasileiros, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS).

Leia também: 

Asma

Esta é uma doença inflamatória crônica das vias aéreas que, em indivíduos susceptíveis, origina alguns episódios recorrentes de pieira, dispneia (dificuldade na respiração), aperto torácico e tosse. Estes sintomas estão geralmente associados a uma obstrução generalizada das vias aéreas, reversível espontaneamente ou através de tratamento. A asma pode afetar qualquer pessoa e pode ter vários graus de gravidade. A doença afeta perto de 150 milhões de pessoas em todo o mundo.

Reumatismo

O reumatismo caracteriza-se por um grupo de doenças músculo esqueléticas, que afetam articulações, cartilagens e órgãos internos: coração e rins. Uma destas doenças é a Artrite Reumatóide, doença articular crônica e degenerativa, predominante no sexo feminino, que causa dor, inchaço e vermelhidão.