ESTILO DE VIDA

Saiba as principais diferenças entre terçol e calázio!

Os olhos são partes sensíveis do corpo, por isso são necessários cuidados! Pensando nisso, conheça as principais diferenças entre terçol e calázio!

None
Apesar dos incômodos, tanto o terçol quanto o calázio podem ser curados. FOTO Reprodução

por Redação Alto Astral
Publicado em 11/02/2018 às 13:19
Atualizado às 16:55

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Muitas doenças afetam a região dos olhos, causando desconfortos e dores. Pensando nisso, resolvemos esclarecer algumas dúvidas e mostrar as principais diferenças entre terçol e calázio, dois problemas muito frequentes.

O terçol é uma infecção dos folículos ciliares, que se localizam na borda da pálpebra, perto dos cílios. É causado por bactérias e o local torna-se inflamado. Já no calázio, diferente do terçol, não há infecção por bactérias. O que ocorre é uma inflamação das glândulas que produzem material sebáceo, presentes nas pálpebras inferiores e superiores. As glândulas ficam obstruídas e a secreção forma um nódulo.

Sintomas

Uma das formas mais eficazes de perceber as diferenças entre terçol e calázio é analisar os sintomas apresentados. O terçol causa dor, vermelhidão, calor e irritação nas bordas das pálpebras. Na maioria das vezes, o problema desaparece espontaneamente, dentro de 3 ou 5 dias. Em casos graves (quando persiste por mais de 5 dias ou quando a irritação dos olhos prejudica a visão), é preciso o acompanhamento de um oftalmologista, pois o terçol pode evoluir para um calázio.

As doenças que afetam os olhos, mesmo as mais simples, precisam ser tratadas com orientações médicas.

As doenças que afetam os olhos, mesmo as mais simples, precisam ser tratadas com orientações médicas. FOTO Shutterstock

Os mesmos sintomas podem ser sentidos com o calázio. Quando o nódulo é pequeno, tende a desaparecer normalmente, mas se for grande, pode causar embaçamento da visão. Mesmo após passada a inflamação, o calázio pode reaparecer. Se ele se tornar repetitivo, o oftalmologista deve pedir exames para verificar possíveis problemas oculares, como os de refração.

Recomendações

Apesar de existirem diferenças entre terçol e calázio, as recomendações em relação as doenças são parecidas: para aliviar os sintomas do terçol e do calázio, devem ser aplicadas compressas quentes. Utilize gazes limpas, umedecidas em água morna filtrada ou fervida.

As pomadas antibióticas são eficientes no tratamento do terçol e podem ser indicadas por um médico especialista. Em alguns casos, pode ser necessária cirurgia para retirada do calázio. Ao notar algum dos sintomas é necessário consultar-se com um médico.

Devido às diferenças entre terçol e calázio, os tratamentos podem ser variados.

Devido às diferenças entre terçol e calázio, os tratamentos podem ser variados. FOTO Shutterstock

Higiene

Para evitar infecções por vírus e bactérias, a higiene do rosto e das mãos é essencial. Quando há bactérias nas mãos e elas são levadas aos olhos, podem ocorrer problemas como terçol e conjuntivite. Mantenha as mãos limpas, lavando-as várias vezes ao dia com sabão e água corrente, principalmente após manipular objetos como computador e celular ou objetos de uso público.

Se estiver utilizando pomadas para curar o terçol, não se esqueça de lavar as mãos e secá-las antes de passar o medicamento no olho. Como o problema comumente afeta as crianças, os pais devem estar atentos com a higiene delas, cuidando para que o rosto e as mãos estejam sempre limpos.

LEIA TAMBÉM