Dicas para alcançar suas metas

Não deixe para amanhã para ir atrás das suas metas. Com uma rotina cada vez mais corrida, adiar seus planos pode não ser uma boa ideia

None
FOTO: Shutterstock Images

por Redação Alto Astral
Publicado em 28/07/2016 às 18:33
Atualizado às 13:08

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Quando vai chegando o fim de ano, você começa a planejar suas metas para os próximos 12 meses. Muitas vezes pensa: “tudo bem, depois eu faço”, mas, quando vê, já é dezembro e nada foi colocado em prática. Adiar a execução de algo que deseja pode resultar em sentimentos negativos, como a ansiedade. Segundo o terapeuta Marcelo Katayama, esse estado emocional é gerado por uma situação de apreensão e alerta por algo que pode acontecer em curto prazo.

Para evitar essa apreensão toda, que tal conferir como é possível planejar tudo dentro de um prazo possível?

Veja como conquistar suas metas

1. Motive-se!
Segundo o neurologista Armênio Alcântara, sintomas como falta de interesse, apatia, negligência com responsabilidades, irritabilidade e alterações do sono são comumente relacionados aos neurotransmissores motivacionais, como a serotonina, a dopamina e a noradrenalina.

O excesso destes sintomas e hormônios pode prejudicar a qualidade de vida pessoal e social. Para manter-se motivado, o neurologista indica a prática de atividade física, que libera endorfina, e manter uma rotina, além de sono e dieta equilibrados. Essas atividades auxiliam e muito para a saúde do seu cérebro.

conquista - metas.jpg

FOTO: Shutterstock Images

2. Defina uma meta
“Quando abordamos a busca de metas, geralmente associamos com a procura por um propósito na vida. E isto depende de qual contexto aquela pessoa vive e a sua situação de vida”, explica o psicólogo clínico Eduardo Souza.

Para facilitar a escolha de suas metas, o especialista cita algumas questões que podem ser respondidas: “Quem sou eu? O que eu faço? Para quem eu faço? O que essas pessoas querem ou precisam? Qual mudança é provocada por minhas ações ou pelo outro?”.

3. Deixe a procrastinação de lado!
De acordo com Camélia Santina Murgo, doutora em psicologia, o ato de procrastinar significa adiar tarefas e pode estar relacionado com fontes de estresse pessoal e desconforto emocional. Apesar de ser um comportamento comum, em excesso pode resultar em prejuízos, como perder prazos e oportunidades. Portanto, levante dessa cadeira e corra atrás de seus objetivos!

4. Seja persistente!
De extrema importância para a realização de um objetivo, Marcelo Katayama explica que “quanto mais audacioso for o objetivo, maior será a energia empenhada para concretizá-lo e maior será a recompensa”. A persistência é a manutenção dessa energia alta, mesmo diante de obstáculos ou de resultados negativos.

Segundo o terapeuta, assim como qualquer outra característica, o empenho pode ser desenvolvido, desde que tenha claro qual é o propósito. Portanto, não desanime se as coisas não saírem como planejado. Com uma certa dose de teimosia, você pode conquistar seu objetivo.

5. Pense positivo!
Procurar o lado positivo das situações adversas pode ser um desafio, mas faz a diferença. “O pensamento influencia em suas emoções, sentimentos e comportamento. Quando exercemos pensamentos positivos e que elevam nossa autoestima, geralmente temos uma visão positiva de nós mesmos”, explica Eduardo Souza. Portanto, acredite que as coisas darão certo e procure a solução para as adversidades.

Leia também!

Saiba como encontrar motivação para vencer desafios

10 passos para estimular a motivação no trabalho

Como lutar pelos seus sonhos e ser feliz

Consultorias: Armênio Alcântara, neurologista e professor na Universidade do Oeste Paulista (Unoeste), em Presidente Prudente (SP); Camélia Santina Murgo, doutora em psicologia e professora na Universidade do Oeste Paulista (Unoeste), em Presidente Prudente (SP); Eduardo Souza, psicólogo clínico e acompanhante terapêutico; Marcelo Katayama, médico cirurgião, terapeuta e instrutor de treinamentos no Núcleo Ser, em São Paulo (SP).

Texto e entrevistas: Karina Alonso/Colaboradora – Edição: Giovane Rocha/Colaborador

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.