Confira algumas dicas de higiene que fazem toda diferença na cozinha!

Os alimentos podem ser contaminados com a ausência de uma boa higiene. E consequentemente a saúde pode ficar exposta. Veja algumas dicas!

None
A higiene na cozinha influência na qualidade dos alimentos Foto shutterstock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 04/05/2017 às 11:51
Atualizado às 13:45

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Existem cuidados fundamentais para manter afastados os bichos ou micróbios da cozinha. Não adianta se preocupar somente com os alimentos, a limpeza dos utensílios, por exemplo, também fazem a diferença e na hora do preparo podem causar algum tipo de contaminação se não estiverem higienizados corretamente. Afinal, a própria casa também é um lugar o qual contaminações alimentares também podem acontecer. Confira abaixo algumas dicas de higiene na cozinha!

mulher limpando a cozinha

É importante limpar adequadamente a pia para evitar micróbios Foto shutterstock.com

  • Limpe os resíduos alimentares dos azulejos (evita que os micro-organismos se acumulem).
  • Os vidros e azulejos que estão perto de onde se preparam os alimentos devem estar sempre limpos.
  • A cozinha deve ser lavada com água e detergente (evita poeiras capazes de contaminar).
  • Conserte as rachaduras na parede ou azulejos, uma vez que estas podem tornar-se foco de contaminação.
  • Os ralos, portas e janela… é por eles que os insetos se infiltram.
  • Não use insecticida.
  • Os utensílios de cozinha devem ser lavados depois do seu uso. Assim, evita que se acumulem restos.
  • Limpe a geladeira uma vez por semana e o congelador quinzenalmente. Use um pano úmido e faça uma limpeza com água e vinagre.
  • Não use o mesmo pano para limpar bancadas e chão.

alface sendo lavado

Além da cozinha, é importante se preocupar com a higienização dos alimentos Foto shutterstock.com

Conservação dos alimentos

Ao fazer uma conservação e higiene adequada dos alimentos você consegue mantê-los em melhores condições durante mais tempo, conserva os seus valores nutricionais e evita que sejam contaminados por micro-organismo:

Os não-perecíveis: enlatados, açúcar, embalagens de vidro, grãos ou feijões, cereais, farinha, duram mais tempo, portanto, não necessitam de cuidados especiais de conservação. Há apenas que observar o seu prazo de validade, utilizando sempre, em primeiro lugar, aquele que está há mais tempo armazenado.

Os perecíveis: frutas, verduras, carnes, ovos, leite e seus derivados necessitam de ser refrigerados no frigorífico ou congelador. Há espaços adequados para cada um deles, pois a temperatura adequada varia.

Os preparados: devem ser colocados na geladeira, depois de esfriarem. Deixe as prateleiras superiores para os cozidos e as inferiores para os cru. Dessa forma, evita a contaminação cruzada (vazamento de algum alimento cru para o cozido).

alimentos guardados na geladeira

A forma como os alimentos são conservados também colaboram para a qualidade deles Foto shuttestock.com

Outras dicas

  • Reserve um único lugar para cada um dos panos que usa para limpar a cozinha.
  • Depois de preparar as refeições lave todos os utensílios de cozinha que utilizou, de forma a evitar que estes guardem resíduos de comida.
  • Mantenha o caixote do lixo sempre bem tapado, de forma a evitar que os cheiros desagradáveis se espalhem pela cozinha. Procure lavar também a lixeira diariamente para evitar que ela se torna foco de contaminação e acumulo de micróbios.
  • Sempre que utilizar o fogão para cozinhar, lave-o de imediato à preparação dos seus cozinhados. Dessa forma, será possível evitar que a gordura se acumule nesses locais, tendo assim muito mais facilidade em limpá-lo.

Leia também

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.