ESTILO DE VIDA

Depressão: veja quais são os tipos!

A depressão pode desencadear outras doenças, principalmente outros transtornos, como bipolaridade. Confira alguns exemplos!

None
Foto Shutterstock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 13/09/2016 às 19:37
Atualizado às 20:57

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Existem outros transtornos que estão relacionados a essa doença. Veja alguns exemplos, com suas particularidades.

mulher triste

Foto Shutterstock.com

Transtorno bipolar

De acordo com a psicóloga clínica Carolina Careta, “esse transtorno é muito confundido pela população, pois não são picos de alegria ou tristeza, como muitos acreditam, e sim estágios de depressão e mania”. Dessa forma, o paciente alterna o estágio da mania (momentos de euforia extrema, agitação e falta de concentração), com o quadro depressivo (que inclui falta de esperança, isolamento e perda da vitalidade).

Distimia

Espécie de subtipo da depressão, sendo mais branda. “Um exemplo seria o daquela pessoa que, mesmo trabalhando, saindo com amigos, se sente vazia, sem prazer pelo que faz e, apresentando uma certa indiferença pelas coisas, demonstra uma dose exagerada de pessimismo pela vida”, descreve a psicanalista Beatriz Breves.

Depressão psicótica

Beatriz relata esse transtorno como “quando se manifestam sintomas psicóticos como alucinações, escuta de vozes ameaçadoras, delírios e a interpretação incoerente da realidade, por exemplo, achar que está sendo perseguido por alguém. Entre outros sintomas, a pessoa apresenta disfunção cognitiva, incapacidade de sentir prazer e perda do interesse pelas coisas”.

Homem, branco, moreno, sozinho, triste, olhando pela janela

Foto Istock.com/Getty Images

Depressão sazonal

Mais comum em países frios, e também é conhecida como depressão de inverno. “Seria aquela pessoa que, por exemplo, com a chegada do inverno, dorme e come muito mais do que o seu habitual e, sentindo-se desmotivada, se isola das pessoas, apresentando cansaço, irritabilidade, enfim, sentindo infelicidade”, comenta Beatriz.

Depressão pós-parto

Trata-se de uma combinação de sentimentos que a mulher pode enfrentar após dar à luz. “Mistura-se frustração, medo, angústia, impotência, baixa autoestima e a forma que a mãe lida com a família e a sociedade, somada à própria história de vida dela”, sintetiza Carolina. Tudo isso é potencializado depois do parto e acaba, em muitos casos, levando ao isolamento social.

Saiba mais: 

5 transtornos de personalidade que talvez você não conheça

Transtornos alimentares: conheça os 5 principais e saiba como tratá-los

Consultoria Carolina Careta,  psicóloga clínica; Beatriz Breves, psicanalista