Entenda como e quando a tristeza se desenvolve para um quadro de depressão

Diferenciar momentos tristes dos sintomas da depressão é uma tarefa complicada, mas essencial para quem sofre com a doença

None
(Foto: Pixabay)

por Redação Alto Astral
Publicado em 24/11/2017 às 11:52
Atualizado às 11:52

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

A perda de uma pessoa próxima, uma demissão no trabalho, o fim do relacionamento ou apenas um momento complicado: todos os dias estamos sujeitos a alguma coisa que pode nos deixar tristes. É uma reação normal a esse tipo de evento da vida e que pode durar um período de tempo maior do que imaginávamos. Nesse contexto, é comum ouvirmos que estejamos um pouco “deprê”. Apesar de a tristeza e depressão estarem relacionadas, é imprescindível saber diferenciá-las, pois são quadros bastante distintos.

“Tristeza é uma emoção, enquanto depressão é uma doença”, resume o psiquiatra geriátrico Ken Robbins, da Universidade de Wisconsin-Madison, nos Estados Unidos, em artigo no portal Caring. E mais importante ainda é saber reconhecer os sintomas do distúrbio, uma tarefa nem sempre fácil.

LEIA TAMBÉM

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.