Degeneração macular: o que é, principais sintomas e prevenção

A degeneração macular é uma doença que causa distorções de imagem e compromete a visão. Descubra suas causas, sintomas e como prevenir!

None
É importante ficar atento aos sintomas da degeneração macular para buscar o melhor tratamento. Foto iStock.com/Getty Images

por Redação Alto Astral
Publicado em 22/05/2017 às 13:07
Atualizado às 13:07

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

A degeneração macular atinge a mácula, ponto responsável pela área central da visão. “Ela pode ter várias causas, mas a mais comum é a Degeneração Macular Relacionada à Idade (DMRI)”, explica o oftalmologista André Pamplona. Quando a função da mácula é afetada, há um borramento da visão ou uma distorção das imagens na região central. Isso interfere na prática de atitudes simples, como a leitura e a identificação de fisionomias. Porém, na maioria das vezes, a visão periférica continua suficiente para permitir outras atividades do cotidiano.

De acordo com Pamplona, a DMRI não leva à cegueira total, e exames feitos em consultas rotineiras podem diagnosticar o problema precocemente. Estar sempre em dia com os exames é muito importante, especialmente para quem tem histórico familiar de problemas na retina. Apesar de ser mais comum em pessoas na terceira idade, jovens também podem apresentar a doença.

Uma doença, duas versões

Existem dois tipos de degeneração macular frequentes. A mais comum é conhecida como seca (atrófica), tendo como principal causa o envelhecimento. Nesse caso, o tecido retiniano sofre um afinamento e ressecamento com, muitas vezes, perda gradativa da visão. O outro tipo, chamada de úmida (exsudativa ou cistoide) ou hemorrágica, ocorre em 10% dos casos. Vasos se formam na região macular, vazando líquido e sangue. A perda visual pode ocorrer de maneira bastante rápida e severa.

A degeneração macular compromete a visão.

A degeneração macular compromete a visão. FOTO: Shutterstock

Como prevenir a degeneração macular?

Traumas, infecções, inflamações e miopias com grau elevado também podem lesar o tecido retiniano e levar à degeneração. O oftalmologista afirma que existem alguns fatores que predispõem ao aparecimento precoce da DMRI. Entre eles, estão a exposição crônica à radiação solar sem proteção, isto é, sem o uso de óculos escuros; tabagismo, consumo exagerado de álcool e, qualquer quantidade, de drogas e deficiência de vitaminas antioxidantes no organismo. “O uso de óculos escuros desde a infância, abstinência de tabaco, álcool e outras drogas, alimentação balanceada em vitaminas antioxidantes ou suplementos vitamínicos são importantes para a prevenção”, ressalta.

Formas de tratamento

A ligação do envelhecimento com a degeneração macular tem a ver com a perda da capacidade do nosso organismo de combater os radicais livres. Componentes antioxidantes como as vitaminas A, C e E, e minerais como selênio, zinco, manganês e cobre, além da luteína, podem ajudar as células da mácula no processo de combate aos radicais livres. Por isso a importância de consumir alimentos ricos em tais nutrientes, como folhas verdes, e ter uma dieta balanceada, pobre em gorduras ruins (saturadas e trans) e rica em vegetais. O problema do tipo úmida pode, em alguns casos, ser tratada com fotocoagulação à laser, evitando-se a progressão da doença.

Consultoria André Pamplona, oftalmologista

LEIA TAMBÉM:

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.