Curitiba: descubra como aproveitar as férias na capital do Paraná

Parques, bosques, memoriais e museus são algumas das atrações oferecidas por Curitiba que podem fazer das suas férias um espetáculo cultural!

None
FOTO: Reprodução/Instagram

por Redação Alto Astral
Publicado em 19/12/2016 às 10:00
Atualizado às 14:11

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Listada como uma das cidades brasileiras com melhor qualidade de vida, a capital paranaense tem fama de futurista e está preparada para receber visitantes. Com um roteiro turístico diversificado, composto por prédios históricos, museus, parques e arquitetura rica, Curitiba também tem uma vida noturna animada e diversificada.

Perfeita simetria por @luispedruco #curitilover

A photo posted by Prefeitura de Curitiba (@curitiba_pmc) on

Dispondo de uma infraestrutura de primeiro mundo, possui um sistema de transporte inteligente, onde tudo é interligado. Os turistas se beneficiam, ainda, de uma linha especial que para em 25 pontos, entre parques, praças e atrações da cidade, percorrendo aproximadamente 45km em duas horas e meia.

História de Curitiba

Imigrantes europeus, principalmente alemães, italianos, poloneses e ucranianos, e de outros continentes, como a Ásia, influenciaram positivamente a construção da cidade e de sua identidade cultural, incorporando seus modos de ser, fazer e viver. Hoje, muitas festas cívicas e religiosas de diversas etnias, com dança, música e culinária, fazem parte do calendário e dos costumes da cidade.

Em agradecimento a esses imigrantes, foram construídos diversos memoriais em espaços públicos como parques e bosques municipais. Vale a pena conhecer! Entre eles estão o Memorial Árabe, Bosque Alemão e Praça do Japão.

Memorial Árabe #nofilter #curitiba #backpacker

A photo posted by Valdeir Jr. (@jr_valdeir) on

Cartões Postais

O mais conhecido, sem dúvida, é o Jardim Botânico. Parada obrigatória, reserve um dia para passear pela área, que tem jardins franceses e uma mata nativa, que pode ser explorada por trilhas. A estufa, em estrutura metálica e estilo art nouveau, foi inspirada em um palácio de cristal que existiu em Londres no século 19 e abriga espécies botânicas que são referência nacional.

É bem verde, sim! #curitibacult / foto: @cesnoda

A photo posted by Curitiba Cult (@curitibacult) on

Os parques também valem a visita. Há opções para todos os gostos. O Tanguá, por exemplo, foi construído no local onde funcionaram duas pedreiras, unidas por um túnel por onde passa um lago, além de ter um espelho d’água com fontes.

Quem vai ao Bacacheri encontra várias opções de lazer, como quadras de futebol e vôlei de areia, lago artificial e bosque com espécies nativas. O portal de acesso foi construído com base em pirâmides de concreto e arcos em tubo de ferro colorido, representando a entrada para o paraíso, através dos bons fluídos das pirâmides. Já no Barigui é possível fazer caminhadas à beira do lago, por suas pontes e trilhas.

Passeios culturais

O Museu Oscar Niemeyer, projetado em 1967, tem traços e estilos correspondentes à época. Além das exposições temporárias, é possível apreciar o vasto gramado. A Ópera de Arame é outra parada obrigatória. A grande construção em aço sobre um lago artificial foi erguida em apenas 75 dias e abriga peças teatrais e shows musicais. O acesso ao palco é por meio de uma passarela sobre a água.

A região do Largo da Ordem, onde estão localizados o Memorial de Curitiba, o famoso Bar do Alemão, o Solar do Rosário (com galeria de arte e restaurante), a igreja da Ordem Terceira de São Francisco de Chagas, o Relógio das Flores e o Museu Paranaense, é referência do setor histórico, por reunir bares, restaurantes e espaços culturais em um local de arquitetura preservada.

Finalize o tour cultural pelo Centro Histórico: visite a Praça Tiradentes, marco zero da cidade, o Paço da Liberdade, o Mercado das Flores e o Teatro Guaíra.

Mercado das Flores! ❤️ Foto do @cristianoflizikowski. #SigaCuritiba #Curitilover #Curitiba

A photo posted by Siga Curitiba (@sigacuritiba) on

LEIA TAMBÉM

Texto: Redação Edição: Érica Aguiar

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.