Cuidados com o bebê: quando nascem os dentinhos

Saiba como agir quando nascem os primeiros dentinhos do bebê

None
FOTO: iStock.com/Getty Images

por Redação Alto Astral
Publicado em 16/08/2016 às 12:45
Atualizado às 13:11

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Você já deve ter ouvido falar que, durante o nascimento dos dentes na criança, são comuns certos incômodos como febre, disenteria, dificuldade em dormir e outros, não é mesmo? Mas, acalme-se! Tudo isso pode não passar de coincidências à fase em que o bebê está, conforme explica a médica pediatra e pneumologista Maria Helena Bussamra, de São Paulo (SP).

De acordo com ela, durante os nove meses de gestação, o bebê recebeu uma grande carga de anticorpos de sua mãe. Essas substâncias permanecem mais ativas no corpo da criança até os seis primeiros meses de vida, que é quando o organismo do bebê começa a produzir sua própria defesa, fabricando anticorpos. “É um momento em que o bebê está mais frágil devido a essa mudança em seu organismo e é exatamente nesse período que começam a surgir os primeiros dentinhos”, acentua.

Saiba o que fazer nessa fase do seu bebê

FOTO: iStock.com/Getty Images

Atenção aos sinais

Certamente você irá perceber quando os dentinhos começarem a nascer em seu filhote. Levar os dedos e objetos à boca, babar e mastigar brinquedinhos são algumas das pistas mais comuns. Nessa fase, fique de olho na higienização dos brinquedos e tenha cuidado para que seu filho não coloque na boca algum material felpudo, cortante, muito pequeno ou que possa se desfazer com a saliva ou com o movimento de mastigação.

Boca a boca

Hábito comum entre alguns pais, o beijo na boca de seus filhos é, literalmente, um tobogã de bactérias! Isso mesmo: por meio desse ato, os pais passam milhares de bactérias e vírus para a boca da criança, o que pode provocar cárie. Assim como beijar na boca, outras ações comuns no dia a dia de muitas famílias são tão prejudiciais como essa. Entre as mais conhecidas, está assoprar a papinha quente ou experimentar a comida da criança com a mesma colher que irá servi-la. Por isso, se você é adepto de um desses hábitos, procure hoje mesmo abandoná-los para não passar, por meio da saliva, impurezas para a boca de seu bebê.

Hora de limpar

A higiene bucal pode ser iniciada logo quando surgirem as primeiras pontinhas brancas na gengiva! No começo, a higiene pode ser feita de modo simples, passando delicadamente sobre a gengiva do bebê o dedo envolto em gaze ou na pontinha de uma fralda. Outra opção é utilizar dedeiras próprias para a higiene bucal de bebês. A partir de um ano, aproximadamente, quando os dentes já estão um pouco mais desenvolvidos, inicia-se a escovação, com cremes dentais sem flúor. “Como as crianças, no início da escovação, costumam engolir grande quantidade de pasta, esse creme específico previne a fluorose, uma doença conhecida por deixar manchas brancas nos dentes”, explica Maria Helena. Na hora de comprar a pasta de dente, procure as de sabores variados e coloridos.

Consultoria: Maria Helena Bussamra, médica assistente da Unidade de Pneumologia Pediátrica do Instituto da Criança do HCFMUSP (Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo) e pneumologista da Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia (SPPT).

Matéria publicada na revista Guia do Bebê Fisher Price, da Editora Alto Astral.
Revisão: Mariana Kohlrausch

SAIBA MAIS

Má alimentação durante a gravidez: sabia que afeta o bebê?

Otite, brotoeja e rúbeola: saiba como tratar o bebê

Tira-dúvidas: cólicas no bebê