ESTILO DE VIDA

Criatividade: por que é importante treiná-la?

Assim como outras funções cerebrais ou habilidades físicas, a criatividade também precisa de um empurrãozinho para se desenvolver

None
FOTO: Shutterstock Images

por Redação Alto Astral
Publicado em 31/08/2016 às 18:52
Atualizado às 20:59

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Dando asas à imaginação, é possível se destacar no trabalho, inventar novas brincadeiras e buscar soluções diferentes para situações comuns do cotidiano. Existem aqueles que nascem com mais criatividade e outros que precisam exercitá-la. Porém, isso não quer dizer que quem tem facilidade em criar não necessite trabalhar o cérebro para manter ou aprimorar a imaginação.

Treinar para criar

Assim como em habilidades de raciocínio lógico e em atividades físicas, a criatividade pode, e deve, ser colocada em prática para se desenvolver. Carvalho explica que todos os exercícios para estimular a imaginação devem ter três elementos básicos – novidade, variedade e desafio crescente. “Isso estimula a capacidade de se basear em experiências passadas e propor uma nova visão sobre o problema”, continua o especialista.

Praticar a criatividade com exercícios específicos, faz com que o cérebrodesenvolva mais conexões entre neurônios, preservando a cognição cerebral e, consequentemente, melhorando a qualidade de vida com o passar do tempo.

mulher pensando para escrever - criatividade

FOTO: Shutterstock Images

Cérebro e criatividade

Quando se busca uma solução criativa em alguma situação, o cérebro recorre a diferentes áreas, e não a uma em específico. Porém, a região cerebral mais exigida é a responsável pela memória, pois as novas ideias baseiam-se em experiências já vivenciadas.

Para isso, como explica Solange Jacob, diretora pedagógica do curso Supera, “são acionadas funções executivas do córtex pré-frontal, como a memória operacional, representação de objetos e ações, capacidade de discernimento, rapidez de raciocínio e julgamento e, sobretudo, da flexibilidade cognitiva, ou seja, a capacidade de mudar o conjunto de regras em uso”.

Criatividade diária

Exercícios específicos para o desenvolvimento da criatividade são importantes. No entanto, em simples atividades corriqueiras é possível estimular a capacidade inventiva buscando novas soluções para problemas, por menores que sejam. “Já parou para pensar que é possível guardar o carregador do celular dentro da caixa de óculos? Assim, o fio não ficará entrelaçado. Pensando nisso, estará estimulando a criatividade”, indica o especialista em ginástica cerebral Geomacel Carvalho.

Leia também!

Criatividade: livros e documentários sobre esse tema

Conheça aplicativos para desenvolver sua criatividade

Texto e entrevistas: Giovane Rocha/Colaborador

Consultorias: Geomacel Carvalho, especialista em ginástica cerebral do Método Supera; Solange Jacob, diretora pedagógica do Método Supera