ESTILO DE VIDA

Como fazer a criança dormir bem? Confira algumas dicas da especialista

Proporcionar um sono ideal para a criança dormir bem é essencial para a saúde dela e também para a dos pais, que podem descansar sem interrupções

None
Uma noite de sono completa é importante não apenas para a saúde da criança, mas também para a dos pais. FOTO: Reprodução

por Redação Alto Astral
Publicado em 17/08/2017 às 07:00
Atualizado às 13:41

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Não é incomum ver mães reclamando das dificuldades que têm para fazer a criança dormir. Acordar diversas vezes duranta a noite, por exemplo, é um problema comum entre os pequenos, que precisam de ajuda para terem uma noite saudável de sono. A terapeuta Márcia Horbácio, que apresenta o programa Bons Sonhos, no canal pago GNT, bateu um papo exclusivo com Malu e ensinou técnicas para ajudar mamães e papais a lidarem com esse desafio!

Higiene do sono

No programa, antes de começar a aplicar suas técnicas para a criança dormir melhor, Márcia indica a higiene do sono, que consiste em avaliar o ambiente em que se dorme e acontece o pré-sono, janelas do tempo acordado, duração do sono, rituais e rotinas. “Os pais devem cuidar que o ambiente seja favorável ao sono para que ele ocorra sem interrupções e com qualidade. É necessário um ambiente escuro, fresco, silencioso, livre de agentes que possam causar alergia e principalmente um ambiente seguro. Já o ambiente pré-sono deve ser livre de telas eletrônicas como tevês, celulares e tablets, e contar com luzes mais baixas, pouco barulho e com pouca estimulação”, orienta.

Em ação

“Todos os métodos partem do princípio que a criança precisa saber onde foi deitar e como, para que saiba o que fazer quando acordar no meio da noite. Se ela dorme sempre no colo, sendo balançada ou ninada para dormir, vai precisar da mesma coisa no meio da noite quando acordar”, explica a terapeuta que sugere algumas técnicas. Confira!

Choro controlado: “o pai entra para confortar a criança sem pegar no colo, acalentando, mas não demorando muito a sair de novo, e vai, então, aumentando o tempo que fica do lado de fora do quarto até a criança dormir.

Cadeira: “os pais ficam no quarto nove dias sentados ao lado da cama, e vão se afastando a cada três noites até estarem fora do quarto. Nessa opção, a criança tem a presença dos pais que podem confortá-la, embora não seja recomendado fazer isso no colo.”

Com colo:  “os pais podem confortar a criança sempre que chorar, mas ainda precisam colocar de volta na cama acordada. O método com colo é o mais lento e cansativo, mas às vezes os pais fazem essa escolha porque não toleram o fato de não poderem segurar no colo um bebê que está chorando.”

Às vezes, é preciso ensinar a criança aos poucos a dormir sem o colo dos pais. FOTO: Reprodução

Nova consciência

Para os pais que não conseguem ver o filho chorar, pois acham que ele está sofrendo com as novas regras, a terapeuta comenta que “durante o processo de educação de sono precisamos entender que o choro é uma frustração, uma irritação grande porque eles estão sendo apresentados a uma nova maneira de dormir e precisam de um tempo para se acostumarem com ela”. Dessa forma, ela sugere que os pais sejam perseverantes e consistentes e estejam próximos de seus filhos, sempre dando carinho, mas dando também um tempo para que eles aprendam a dormir com independência. “Isso vai realmente representar uma mudança de vida para a família, refletindo na saúde de todos”, finaliza.

Texto: Redação Alto Astral | Consultoria: Márcia Horbácio, terapeuta e apresentadora do programa Bons Sonhos, do canal GNT

LEIA TAMBÉM