Crepioca é aliada da dieta e fonte de proteínas!

A crepioca surgiu da adição de ovo e tapioca, resultando em boa combinação para sua saúde. Descubra os benefícios de consumir o alimento!

None
A crepioca pode ser recheada com os mais diferentes alimentos. Foto Rodrigo Moreira/Colaborador

por Redação Alto Astral
Publicado em 01/05/2017 às 11:44
Atualizado às 13:44

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

A massa é tipicamente brasileira: a tapioca é originada da mandioca, um alimento importante na culinária do país. No entanto, por ser um subproduto da raiz e desenvolvida por refinamento, não faltam receitas com o objetivo de aumentar seu poder nutritivo. Exemplo disso é que, por ser pobre em fibras, é comum o preparo de massas com sementes, além da hidratação feita com sucos verdes e outras versões nutritivas. Dessa criatividade na cozinha, misturar o ovo pareceu uma união óbvia e harmoniosa: unir o poder energético da fonte de carboidrato (tapioca) com a riqueza em proteína (ovo) para reparação muscular. Deu certo e tem nome: crepioca!

Hora da crepioca?

“O melhor horário para consumi-la depende do objetivo da pessoa, mas geralmente é utilizada como café da manhã, pré ou pós-treino”, indica a professora do curso de nutrição, Nádia Neves. Não se espante: ela pode ser consumida a bel-prazer, porém, é mais indicado que seja consumida nessas horas. A razão disso é que, no café da manhã, ela ajuda a dar mais saciedade e energia, resultado da combinação de proteína e carboidratos. Da mesma forma, ela auxilia praticantes de atividade física, dando mais energia e reparando possíveis lesões musculares.

O consumo de proteínas favorece o funcionamento do organismo

A crepioca é uma importante fonte de proteínas. Foto Rodrigo Moreira/Colaborador

Saldo positivo

*Alimento reforçado: a receita é vantajosa por auxiliar na sensação de saciedade por mais tempo. “A crepioca na verdade é uma tapioca reforçada pelas propriedades nutricionais do ovo, como a presença de proteínas de alto valor biológico, gorduras, além de minerais como o fósforo e vitaminas como a colina”, avalia a nutricionista Marilia Zielinski Toledo Betito.

Aliada da dieta: quando consumida em um plano alimentar equilibrado, ela possui o benefício de auxiliar no emagrecimento, por ser uma opção para evitar o excesso de alimentos calóricos que contêm glúten (pães e massas brancas, no geral).

Praticidade à mesa: “a crepioca é um alimento fácil de ser preparado, rico em nutrientes como carboidratos, proteínas e que pode ser complementado com diversos recheios, que acrescentam sabor e valor nutricional”, confere o médico e psicólogo coach de saúde e emagrecimento, Roberto Debski.

*Opção saudável: quem tem algum distúrbio alimentar, caso da doença celíaca e intolerância ao glúten, se beneficia da receita, já que vale ressaltar novamente que a crepioca básica (ovo + tapioca) é livre de glúten e lactose.

Consultoria Marilia Zielinski Toledo Betito, nutricionista; Roberto Debski, médico e psicólogo coach de saúde e emagrecimento

LEIA TAMBÉM:

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.