ESTILO DE VIDA

Corrida: 3 dicas para praticar esse esporte já!

Quer participar de uma corrida mas não sabe pode onde começar? Especialista dá dicas para você praticar esse esporte sem desgastar o corpo!

None
FOTO: Shutterstock

por Redação Alto Astral
Publicado em 10/10/2016 às 12:52
Atualizado às 20:55

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

O fisioterapeuta Fernando Werneck dá dicas de como se preparar para a corrida sem desgastar o corpo. Afinal, ainda dá tempo de mandar o sedentarismo para longe, ficar em forma e participar das principais competições do país!

mulheres com roupas de corrida perto da linha de chegada

FOTO: Shutterstock

1 – Acompanhamento profissional para corrida

• “Começar qualquer treinamento sem orientação é um dos maiores erros que um ‘atleta’, mesmo amador, pode cometer, até porque, não será correndo por aí que você vai completar uma maratona”, avisa o especialista.

Uma visita ao médico é fundamental antes de iniciar os treinos, já que, além de diagnosticar problemas nos músculos e tendões, ele irá avaliar sua condição cardiovascular.

O profissional dá uma superdica para quem está com a grana curta, mas tem muita vontade de se movimentar: “temos várias Vilas Olímpicas que são mantidas pelo governo, onde você pode encontrar profissionais altamente capacitados e não vai pagar nada por isso”. Que tal se informar na sua cidade?

2 – Preparação para corrida

“A primeira tarefa é preparar os músculos, tendões e articulações para suportar os treinos e as corridas e isso pode ser feito com musculação, alongamento e treinos funcionais. Aos poucos, o exercício aeróbico começa a ser inserido, primeiro com caminhadas, passando por treinos intervalados e contínuos curtos, até chegar aos mais longos e fortes”, orienta o fisioterapeuta.

• A alimentação é outro ponto importante: não podem faltar líquidos e carboidratos durante os treinamentos. Além disso, uma boa noite de sono garante a eficácia do treino.

3 – Recuperação

• As corridas vão exigir muito do seu corpo, que precisa descansar para, posteriormente, se readaptar a um novo ciclo.

• “A volta, de fato, aos treinamentos só se dará em torno de 40 dias, onde novamente será feito um trabalho de base com musculação, alongamento e treinos funcionais. Deve-se correr, no máximo, duas maratonas por ano, respeitando um período de seis meses entre as provas para que se possa realizar um ciclo de treinamento completo”, explica o especialista.

TEXTO: Tatiana Santos

LEIA MAIS: