ESTILO DE VIDA

As controvérsias amorosas de Adolf Hitler

Hitler teve uma vida repleta de polêmicas. Conheça quais foram os relacionamentos amorosos que marcaram a vida do ditador!

None
Hitler ao lado de Eva Braun em uma cerimônia do Partido Nazista/Foto: Reprodução

por Redação Alto Astral
Publicado em 24/11/2016 às 06:00
Atualizado às 15:04

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Hitler teve uma vida repleta de polêmicas – e com sua vida amorosa, a situação não poderia ser diferente.

Hitler ao lado de Eva Braun em uma cerimônia do Partido Nazista

Hitler ao lado de Eva Braun em uma cerimônia do Partido Nazista/Foto: Reprodução

Durante muito tempo, historiadores tentaram entender os motivos que levaram o ditador a odiar os judeus. Inclusive, uma das hipóteses levantadas era de que ele descendia do povo que tanto perseguiu. Mas, se suas origens judaicas são infundadas, não pode-se dizer o mesmo sobre as de seu suposto primeiro amor. Isso mesmo: tudo indica que a primeira mulher a conquistar o coração de Hitler foi Stefanie (ou Stephanie) Isak, uma jovem loira, alta e  judia, que também vivia em Linz, subúrbio onde o führer fora criado.

Entretanto, alguns relatos dão conta de que a paixão era platônica, pois Adolf jamais teria sequer trocado uma palavra com sua donzela. Por outro lado, existe o consenso de que a mulher que ele mais teria amado foi sua sobrinha, Geil Raubal. Tamanha a restrição que Hitler impunha à sua liberdade, a moça não aguentou e um dia se matou. Por sua vez, a mulher que mais teria amado o austríaco foi Eva Braun, com quem manteve relações durante um longo período de tempo, mas oficializou o compromisso somente às vésperas de seu suicídio. A esposa produziu diversos filmes e fotos do líder nazista. Sua fidelidade foi tanta que Eva não hesitou e também se matou junto com o marido.

VEJA TAMBÉM